Batalhão turístico foca em policiamento mais próximo da população

Unidade foi criada após reestruturação da Polícia Militar em maio e atua, principalmente, no turismo cívico e em locais como o aeroporto e a rodoviária interestadual.

Oitenta por cento do tempo que a dupla de policiais formada pelos soldados Patrício de Lima Júnior e Igor Nunes passa no trabalho é em ambientes como museus, a Torre de TV ou a Esplanada dos Ministérios. Isso porque eles integram o Batalhão de Policiamento Turístico, criado em maio com a reestruturação da Polícia Militar (Decreto nº 37.321).O Batalhão de Policiamento Turístico foi criado após reestruturação da Polícia Militar em maio e atua, principalmente, no turismo cívico. 

O foco é na prevenção, e a unidade mantém um policiamento comunitário, bem próximo dos moradores e de quem visita a capital federal.

Com as bandeiras que simbolizam os idiomas em que se comunicam estampadas em uma braçadeira, os policiais estão atentos a qualquer movimentação. “A abordagem é no sentido de orientar o cidadão, ser mais solícito e prestar a informação adequada”, resume o major Sérgio Carrera, comandante do Batalhão Turístico. “Às vezes, os policiais encontram um turista perdido, que não sabe falar nossa língua, e o levam até seu destino, o auxiliam.”
“O batalhão promove a cidade de uma forma muito positiva. O fator segurança hoje é determinante para a escolha do destino turístico”Sérgio Carrera, major e comandante do Batalhão de Policiamento Turístico

O batalhão é um dos cinco que integram o Comando de Policiamento Ambiental, composto ainda por três batalhões rurais e um de Policiamento Ambiental. Os cerca de 70 militares que fazem parte do Batalhão Turístico são a maioria do antigo Batalhão Ambiental. “Nós fazemos permuta. Trocamos policiais com interesse em ir para outras áreas por quem quer trabalhar aqui”, explica o comandante, ao detalhar que fica aberto um processo de seleção pela intranet da PM, e o interessado envia currículo.

Em cada grupo que vai para a rua, há pelo menos um policial que fala mais de um idioma. A ideia, segundo o major Carrera, é que no ano que vem mais militares sejam capacitados para se comunicar com o público em outras línguas.
Onde o Batalhão de Policiamento Turístico atua

A atuação do batalhão é principalmente no turismo cívico e em locais como o aeroporto e a rodoviária interestadual. No entanto, qualquer demanda que surge em outras regiões administrativas fora o Plano Piloto também é atendida. “Queremos, posteriormente, acompanhar o ecoturismo e o turismo de aventura, mas já atuamos em eventos”, diz o major. Além disso, ele conta que a unidade, muitas vezes, reforça o policiamento corriqueiro.

Antes de existir como batalhão, o policiamento turístico era inserido nas ações da Polícia Ambiental, mas sem, necessariamente, ser obrigatório. “Ele era uma política de cada comandante, e não de governo”, lembra o major Sérgio Carrera. Com a novidade, o serviço passa a ser mais efetivo e a ter missão própria. “O batalhão promove a cidade de uma forma muito positiva. O fator segurança hoje é determinante para a escolha do destino turístico.”

A unidade é composta pela Companhia Lacustre, que antes estava ligada também ao Batalhão Ambiental, e pela Companhia de Policiamento Motorizado. O primeiro é responsável pelo policiamento preventivo e repressivo no Lago Paranoá, e o segundo, pelas ações terrestres nas viaturas, e sempre sai com pelo menos um policial bilíngue.A unidade é composta pela Companhia Lacustre, que antes estava ligada também ao Batalhão Ambiental. Foto: Andre Borges/Agência Brasília

O atendimento é 24 horas. Para facilitar a comunicação do público, o batalhão oferece um serviço de chamadas em português e inglês, disponível tanto para ligações quanto para mensagens de texto. A maior parte da demanda se resume a informações, mas, caso haja necessidade, uma equipe vai ao encontro do solicitante.
Aplicativo do Batalhão Turístico está em fase de teste

O comandante antecipa que será lançado, até o fim do ano, um aplicativo, que poderá ser adquirido gratuitamente em plataformas iOS ou Android. A iniciativa, que já está pronta e em fase de teste, foi desenvolvida pela PM, sem custo extra para o governo.

Pelo aplicativo, que terá conteúdo em quatro idiomas (português, inglês, espanhol e francês), o interessado poderá acessar notícias da unidade, projetos desenvolvidos por ela, galeria de fotos, a ouvidoria e um jogo. Também será possível encontrar rotas, marcando os pontos de partida e de chegada.
Batalhão Turístico – (61) 99150-5577
Agência Brasília
Foto: Andre Borges

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo