GDF atrasa repasses a 16 das 82 creches conveniadas

Sala de aula de uma creche em
 Sobradinho (Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília)
Secretaria diz que instituições estão devendo de prestação de contas.
Conselho nega falha; pais relatam falta de funcionários e dificuldades.

Pelo menos 16 das 82 creches conveniadas ao governo do Distrito Federal estão com repasses atrasados e dificuldades para pagar funcionários. Pais relatam que parte delas têm tido problemas no atendimento, com falta de monitores. A Secretaria de Educação não soube informar o valor devido, mas disse que não fez o pagamento porque as instituições atrasaram a prestação de contas. O Conselho de Entidades de Promoção e Assistência Social (Cepas) nega falhas por parte da gestão dos estabelecimentos.

Por telefone, a direção da creche Éden (Riacho Fundo) conta ter duas parcelas atrasadas. Os repasses mensais são de R$ 170 mil, e o último deveria ter sido feito no dia 15. A instituição, que atende 300 crianças e conta com 60 funcionários, nega ter pendências na prestação de contas. Apesar dos problemas, as aulas não chegaram a ser suspensas.

"O governo sempre vem pagando com atraso. Como a gente não recebe, a dona [da creche] tem que correr atrás, pegar empréstimo do próprio bolso para pagar fornecedor e folha de pagamento", disse a coordenadora da unidade, Edinalva Maria José.

Terceirizada em uma estatal, Ana Marta Ramos precisou contratar uma amiga por R$ 100 para cuidar das filhas gêmeas de 2 anos. Ela afirma que funcionários estão faltando ao trabalho na creche onde elas estudam, no Areal, por causa do não pagamento dos salários.
"Como elas ficavam o dia todo na creche, isso me prejudica. Como hoje está difícil, ter que pagar é complicado. E cuidar de duas não é brincadeira, não", afirmou.

As creches conveniadas e atendem crianças entre 6 meses e 5 anos. A Secretaria de Educação informou que cada uma recebe repasses dependendo da quantidade de alunos, mas não detalhou os valores.

Os estabelecimentos atendem em tempo integral, das 7h às 17h. São dez horas diárias de cuidados, alimentação, ensino e lazer. Em algumas unidades, os alunos são divididos em turmas de berçários, maternal I e II, e período I e II.

Durante a manhã são servidos café da manhã e lanche. Depois do almoço, às 12h, as crianças têm um momento do descanso até as 14h. Na parte da tarde, é servido um novo lanche. Horas depois, as crianças jantam.

De acordo com a Educação, todos os professores são formados em pedagogia. Cada unidade também tem seu próprio nutricionista, que prepara o cardápio e avalia o peso e a altura de cada aluno, mensalmente. Para crianças com baixo peso, há uma alimentação especial.

Lista de creches afetadas
Centro Comunitário da Criança
Comunidade Evangélica de Confissão Luterana de Brasília
Instituto Paz e Vida
Cepi Ipê Branco
Cepi Flor de Pequi
Cepi Sempre Viva
Cepi Jasmim
Cepi Ipê Amarelo
Cepi Estrela do Cerrado
Cepi Capim Dourado
Creche Maria de Nazaré
Associação Benéfica Cristã
Cepi Lobo Guará
Éden – Instituto de Apoio ao Desenvolvimento Humano
Instituto Educacional São Judas Tadeu
Cepi Araraúna

Gabriel Luiz 
Do G1 DF

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo