Sindical pede 100% de reajuste de auxílio pré-escolar; mensalidade tem alta de 15%

Reajuste do benefício foi negado, por unanimidade, por Mesa Diretora da CLDF

Por Kleber Karpov – No final de setembro, o jornal Correio Braziliense (29) publicou uma matéria sobre reajustes das mensalidades escolares para 2017. Na mesma data, o Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo e do Tribunal de Contas do Distrito Federal (Sindical) tomou uma iniciativa inusitada. O sindicato solicitou o reajuste do auxílio Pré-Escolar para, no mínimo, R$ 1.500,00 por dependente, à Câmara Legislativa. O caso foi denunciado ao Política Distrital, na última semana, por fonte que pede para não ser identificada.O pedido encaminhado à Mesa Diretora da CLDF, foi negado, por unanimidade.

A matéria do Correio Braziliense, em questão, abordou a variação, entre 10% e 15%, de possível reajuste nas mensalidades escolares, aumentos esses, acima dos 7,3% do índice inflacionário, estimados pelo Banco central, para 2017.

Nesse caso, Sindical argumenta na solicitação de reajuste do auxílio Pré-Escolar, que o valor recebido por parte da CLDF está “muito aquém do valor praticado do mercado” e lembra que tal benefício consta na Pauta de Reivindicações de 2016. Embora, de acordo com a fonte do Blog, o último reajustes concedido, aos servidores da CLDF, ocorreu em 2015.

Mas chamou atenção que embora as escolas particulares tenham previsão de reajustar os valores das mensalidades entre 10% e 15%, Sindical solicitou um reajuste “não inferior” a quase 100% sobre o valor do benefício, atualmente de R$ 753,00. O sindicato leva ainda em consideração, para a parametrização do valor reivindicado, os custos das escolas, próximas à CLDF.






© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo