Conselho da Juventude empossa 20 representantes da sociedade civil

Com mandato até o fim de 2018, esses conselheiros se juntam a outros 11 indicados pelo governo de Brasília.

Eleita para representar a sociedade civil no Conselho da Juventude do Distrito Federal (Conjuve-DF), Maieia Ribeiro Rocha tem consciência do seu protagonismo. “A política tem de sair do papel e se tornar realidade”, disse ela, em discurso, ao se juntar a 19 conselheiros empossados na manhã desta quinta-feira (8), no Palácio do Buriti.O secretário Nacional de Juventude, Bruno Moreira; a subsecretária da Juventude, Aline Bezerra; a conselheira da Juventude do DF, Maieia Ribeiro; o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg; o secretário de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude, Aurélio Araújo; e o conselheiro da Juventude, Rodrigo Dias. Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

De forma não remunerada, assim como outros 11 membros nomeados pelo governo de Brasília, eles atuarão à frente da instituição pelo biênio 2017-2018. É permitida uma reeleição. “Nossa função é dar voz aos jovens, principalmente aos da periferia e os negros”, completa a nova conselheira.

Presente à cerimônia, o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, destacou que o Executivo precisa dessa entidade para auxiliar na gestão e elaboração das políticas para a juventude. “O conselho é uma forma de interação permanente entre sociedade civil e governo”, enfatizou.
"Nossa função é dar voz aos jovens, principalmente aos da periferia e os negros"Maieia Ribeiro Rocha, empossada como conselheira do Conjuve-DF

Segundo o governador, “o poder público, por mais eficiente que seja, não consegue dar conta de todas as demandas da população. Por isso, garantimos esse espaço de fala e atuação dos empossados”, acrescentou.

De acordo com o secretário de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude, Aurélio de Paula Guedes Araújo, o papel do Conjuve é formular, acompanhar e propor diretrizes voltadas para as políticas públicas de juventude.

Composto por membros da sociedade civil e do governo, também é responsabilidade da entidade incentivar a criação de unidades locais de juventude nas regiões administrativas do DF. Atualmente, existem 16 conselhos territoriais e os empossados irão propor a criação dos próximos territórios.
"O poder público, por mais eficiente que seja, não consegue dar conta de todas as demandas da população"Rodrigo Rollemberg, governador de Brasília

Os conselheiros foram eleitos de acordo com cadeiras e eixos temáticos relacionados às principais demandas de políticas de juventude. Entre eles estão temas como Dimensão Étnico Racial; Dimensão de Gênero e Orientação Sexual; Promoção Cultural; Direitos Humanos; Cidadania e Inclusão; Saúde e Direitos dos Deficientes; Educação e Trabalho; e Participação Social.

A eleição ocorreu durante a 2ª Conferência do Conjuve, em 3 de setembro, no auditório Águas Claras do Centro de Convenções Ulysses Guimarães. Esta foi a segunda eleição para o Conselho de Juventude do DF, instituído pela Lei nº 5.020, de 22 de janeiro de 2013.
Novos membros do Conselho da Juventude do DF
Titulares



Juliene da Silva Ramos



Maieia Ribeiro Rocha

Jadens Henrique Elias

Lara Luiza Ferreira Caçador

Iago Iwamoto de Thuin

Marco Aurélio Meneghetti

Jaqueline da Silva Santos

Edmilson Magalhães

Diogo Urquiza Soares Costa

João Becker de Oliveira

Philipp Chaves Carneiro

Indiara Vitória da Silva Castro

Raisa Lopes

Victor Sales Gorman
Suplentes



Lucas Igor Pires Lino



Maria Paula Heck de Jesus

Tiago Karl

Marcelo de Carvalho Souza

Philyppe Augusto de Sousa Réquia Guimarães

Alexsander Pereira Diniz

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo