Governo entrega 405 alvarás de construção no Guará

Moradores poderão iniciar obras após espera de 20 anos. Também na manhã deste sábado (3), oito templos religiosos receberam escrituras

“É uma felicidade muito grande. Às vezes, não consigo acreditar que é real. Foi uma luta de muitos anos”, comemora Teresa Ferreira Dias, de 54 anos, presidente da Associação de Moradores das Ocupações Históricas das QS 38 e 40 e Inquilinos do Guará. Na manhã deste sábado (3), ela recebeu o alvará de construção que lhe permitirá começar as obras da casa própria em um terreno na QE 56. Ao todo, foram atendidos 405 lotes da quadra, em cerimônia no Salão de Múltiplas Funções do Cave.Teresa Ferreira Dias, de 54 anos, recebeu o alvará de um terreno na QE 56 das mãos do governador Rodrigo Rollemberg. 

A documentação é uma demanda antiga da comunidade, que aguardava as licenças para fazer as edificações desde 1996. “É uma alegria enorme realizar o sonho dessas pessoas de construir a própria casa, com infraestrutura apropriada”, disse o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, durante a entrega.

Os terrenos foram cedidos pelo governo na gestão passada, mas, por falta de critérios urbanísticos, não era possível construir neles nem vendê-los. Em janeiro deste ano, o governador sancionou a lei complementar que define os parâmetros de uso e ocupação do solo na área, o que permitiu a elaboração dos critérios urbanísticos e a emissão dos alvarás. A ação de hoje beneficiou 14 grupos de associações cadastradas na Companhia Habitacional do Distrito Federal (Codhab).
Entrega de escrituras a templos religiosos

Mais cedo, o governo entregou escrituras de oito templos evangélicos, em culto na Igreja Batista Central de Brasília, na Asa Sul, nesta manhã (3). Os edifícios contemplados ficam em Águas Claras, em Ceilândia, em Samambaia, em Santa Maria e no Varjão. “Quero registrar o esforço da equipe de governo para trabalhar pela regularização”, enfatizou Rodrigo Rollemberg.

O pastor José Luís de Lima Dias, presidente da Assembléia de Deus de Brasília, em Samambaia, foi um dos que ganharam a escritura. “Estávamos esperando a documentação há 25 anos. É uma benção”, afirmou.
Agência Brasília
Foto: Pedro Ventura

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo