MP recomenda que GDF anule contrato de consultoria para carnaval de rua

Foto: Toninho Tavares

A Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e Social (Prodep) expediu recomendação à Secretaria de Cultura do DF para que anule a contratação de consultoria, bem como os repasses de recursos, para estudo sobre políticas públicas de carnaval de rua. O valor total do contrato é de R$ 80.400,00. O documento foi enviado na última sexta-feira, 17 de fevereiro, com prazo de resposta de cinco dias úteis.

Conforme apurado, a contratação direta do consultor, por inexigibilidade de licitação, apresenta diversas irregularidades. Em especial, a inexistência de comprovação da inviabilidade de competição e da justificativa do preço. Além disso, o projeto básico foi elaborado exclusivamente com base na proposta feita previamente pelo próprio contratado, em afronta à Lei de Licitações. Tais indícios podem configurar direcionamento na escolha do consultor.

O Ministério Público de Contas (MPC/DF) também entrou com representação e o Tribunal de Contas (TCDF) determinou, por maioria, a suspensão cautelar da execução do contrato de consultoria sobre carnaval de rua. A decisão foi publicada em 17 de fevereiro. Processo nº 3652/2017.

MPDFT

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo