Concorrente do Uber chega a Brasília este mês

Até o fim de março o consumidor brasiliense terá mais uma opção para o transporte individual de passageiros via aplicativo. Dessa forma, além do Uber, os clientes terão outra alternativa de locomoção via smartphones e podem escolher a espanhola Cabify. A empresa está fazendo o cadastramento de motoristas e promete entrar com força no mercado da capital do país. Brasília ficará entre as seis capitais com a presença da companhia, que opera em São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Porto Alegre (RS) e Belo Horizonte (MG). Curitiba (PR) também terá operação até o fim do mês.

Segundo Daniel Velazco-Bedoya, diretor-geral da Cabify no Brasil, o fato de Brasília ter uma regulamentação local de transporte individual por aplicativo foi um dos motivos para a escolha. Ele explica ainda que a cidade é estratégica por ser a entrada da empresa na região Centro-Oeste. “Brasília tem um grande potencial porque tem complexidade logística, distância grande entre as regiões e muitas empresas”, analisa.

Para se destacar no mercado, a Cabify promete preço fixo por quilômetro, diferenciado de acordo com o horário. O método é parecido com o do táxi, com a diferença que, no táxi, se cobra por km e tempo de corrida.”Se o cliente ficar preso no trânsito, ele não paga por isso”, afirma Velazco-Bedoya. A proposta difere do Uber porque não há tarifa flexível por demanda.

Como em outros aplicativos, é possível fazer uma prévia do preço da corrida. Velazco-Bedoya explica que a tarifa é diferenciada de acordo com a cidade, por isso, ainda não sabe quanto custará o serviço por km na capital.

Para ganhar o mercado, a empresa investe na formação presencial dos condutores. “A gente faz análise documental e vistoria dos carros para dar mais segurança ao usuário”, garante o diretor-geral. As avaliações após a corrida também são um importante instrumento para medir a qualidade do prestador do serviço.

Os motoristas interessados em participar do aplicativo podem se inscrever no site da empresa. A taxa cobrada é de 25% sob o valor da corrida e o interessado pode estar cadastrado em outro aplicativo do gênero.

A Cabify foi fundada em 2011 e iniciou na Espanha. Com foco inicial em transporte corporativo, a startup atraiu o interesse de investidores do Vale do Silício. Devido a aceitação do mercado, a empresa recebeu outros investimentos, como fundos americanos e belga que foram direcionados ao plano de expansão da empresa em países na América Latina.

Com informações do Correio Braziliense.

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo