Prospera: microempresários terão R$ 11 milhões de incentivo do governo em 2017

Primeiro lote, no valor de R$ 100.510,58, foi distribuído nesta quarta-feira (29) e beneficiou dez pessoas, como os artesãos Jerry da Silva e Silvânia Carneiro.

Há oito anos, Jerry da Silva, de 50 anos, e Silvânia Carneiro, de 48, transformaram parte da cozinha da casa onde moram, no Gama, em um ateliê. É de lá que saem, diariamente, as cerca de 20 caixas personalizadas responsáveis pelo sustento deles e de três filhos. A partir desta quarta-feira (29), o casal de artesãos intensificará a produção para o Dia das Mães.O casal de artesãos Jerry da Silva, de 50 anos, e Silvânia Carneiro, de 48, recebeu nesta quarta-feira (29) carta de crédito do Prospera. Foto: Tony Winston/Agência Brasília

O negócio é um dos dez microempreendimentos contemplados com a primeira parcela dos R$ 11 milhões a serem distribuídos neste ano pelo Prospera, o fundo de criação de emprego e renda do governo de Brasília. “Recebi R$ 5 mil que ajudarão a dobrar e talvez triplicar a produção para atender à demanda dos próximos meses”, comemora Jerry.

É a segunda vez que o casal ganha o auxílio. Na primeira, em março do ano passado, a liberação foi de R$ 3 mil, quitados em dez vezes. “A juros quase inexistentes”, diz o artesão, sobre os 0,75% anual para beneficiários da área urbana. Na área rural, o índice fica em torno de 3% ao ano.
Todas as agências do trabalhador podem auxiliar com informações, mas os pedidos são feitos nas unidades do Plano Piloto e de Taguatinga

Neste primeiro lote de 2017, foram distribuídos R$ 100.510,58 em empréstimos para oito microempresários urbanos (com o total de R$ 55.060) e dois rurais (R$ 45.450,58).

O segundo lote, com cerca de R$ 419 mil, será entregue em 18 de abril, de acordo com a Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos.

“O fundamental é que os donos de pequenos negócios procurem as Agências do Trabalhador, se informem e busquem o financiamento”, enfatiza o titular da pasta, Gutemberg Gomes.
Áreas mais beneficiadas pelo Prospera

A primeira edição do Prospera, em 2015, beneficiou 248 microempreendedores, com R$ 3.030.673,29. No ano passado, 823 pessoas fizeram jus ao empréstimo, com a quantia de R$ 9.912.279,07.

De acordo com levantamento da Secretaria do Trabalho, os setores mais beneficiados com o Prospera foram agricultura (42%), comércio (37%), serviços (11%), indústria (6%), pecuária (3%) e artesanato (1%). A área urbana ficou com 55% do montante, e a rural, com 45%.
Onde fazer o pedido de financiamento

Todas as agências do trabalhador podem auxiliar com informações, mas os pedidos de crédito são feitos nas unidades do Plano Piloto (Setor Comercial Sul, Quadra 6, Lotes 10 e 11) e de Taguatinga (Avenida das Palmeiras, Quadra C4, Lote 3). O funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 8 horas ao meio-dia e das 14 às 18 horas.

No caso da área rural, deve-se procurar um dos postos da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do DF (Emater-DF). O atendimento também é de segunda a sexta-feira, mas das 8 horas ao meio-dia e das 13 às 17 horas.
Como funciona o Prospera

O Propera é voltado para empreendedores urbanos do setor informal (como autônomos), micro ou pequenas empresas, artesãos, cooperativas de trabalho e produção individual. Na área rural, o crédito ajuda cooperativas e produtores familiares.


LEIA TAMBÉM



EMPREENDEDORES JÁ PODEM PEDIR CRÉDITO DO PROSPERA PARA 2017


COM R$ 9,9 MILHÕES EM CRÉDITOS, PROSPERA ESTIMULA EMPREENDEDORISMO NO DF

Os recursos do programa podem ser investidos na aquisição de máquinas, equipamentos, móveis e utensílios.

Não há cobrança de taxa de abertura de crédito, de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) ou outros tributos. Os recursos saem do Fundo de Geração de Emprego e Renda do DF.

O programa é uma iniciativa da Secretaria do Trabalho com o apoio do Banco de Brasília (BRB) e da Emater-DF.

A secretaria oferece mais informações em duas cartilhas: uma voltada para o público urbano e outra para o público rural.


Pedidos de crédito do Prospera DF

Para a área urbana

Nas Agências do Trabalhador do Plano Piloto (SCS, Quadra 6, Lotes 10 e 11) e de Taguatinga (Avenida das Palmeiras, Quadra C4, Lote 3)

De segunda a sexta-feira

Das 8 horas ao meio-dia e das 14 às 18 horas



Para a área rural

Nas unidades da (Emater-DF)

De segunda a sexta-feira

Das 8 horas ao meio-dia e das 13 às 17 horas

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.