Visitas a alguns presídios do DF já podem ser agendas pela internet

As pessoas que possuem familiares presos nas penitenciárias do Distrito Federal já começam a não precisar mais de ter que dormi em filas de espera para poder adquirir senhas de visitação. As visitas à Penitenciária Feminina do Distrito Federal, por exemplo, já podem ser marcadas pela internet através do Sistema de Senhas On-line (site do sistema). Ao todo, dez visitantes podem se cadastrar. Para isso basta que o interessado faça um login e informe se levará dinheiro e objetos para o detento. Em seguida o sistema lhe dará o dia e o horário marcado para a visitação junto de um código de barra que deverá ser apresentado no guiché de entrada da penitenciária.

“Na penitenciária, um painel eletrônico informará o número identificador do visitante, que será direcionado para uma revista antes de se encontrar com o interno. Para cada um dos centros de detenção que fazem parte do sistema carcerário do DF, o dia e o horário de emissão da senha serão diferentes, de modo a não haver superlotação com os cerca de 160 mil visitantes cadastrados”, informa a Secretaria de Segurança Pública e da Paz Social.

Cada detento, de seis em seis meses, pode criar e alterar sua lista de pessoas autorizadas à visitação, desde que o número máximo não ultrapasse de dez. Antes é preciso que que o interno esteja inscrito no sistema, o que pode ser feito na própria penitenciária em que eles esteja detido ou no posto do Na Hora da cidade de Riacho Fundo (Shopping Riacho Mall, 2º andar, QN 7, área especial 1).

O visitante também precisa se cadastrar, para tanto ele deve levar original e cópia dos seguintes documentos: RG ou documento de identificação pessoal com digital e foto atualizada; CPF; comprovante de residência de, no máximo, três meses; nada consta criminal do Tribunal de Justiça do DF e Territórios (TJDFT); e certidão negativa da Justiça Federal da 1ª Região.

Em casos de companheiro ou cônjuge, também é necessária certidão de casamento ou de nascimento de filho em comum ou declaração de união estável. O cadastro pode levar até dez dias para ficar pronto porque é preciso verificar a situação jurídica do visitante.

O governo informa que em todo o DF são cinco centros de detenção de Brasília a oferecer este benefício, que fora inaugurado em julho de 2015 nas Penitenciárias do DF I e II. Também fazem parte ainda o Centro de Detenção Presidiário (CDP) e o Centro de Internamento e Reeducação (CIR).

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo