Captação emergencial de água no Lago Paranoá ficará 15% mais barata

Preço da vencedora da licitação está R$ 7,4 milhões abaixo do previsto à época que o pregão foi publicado no Diário Oficial do DF.

A Enfil S.A Controle Ambiental, empresa especializada em montagem e fabricação de equipamentos para tratamento de água, venceu a licitação para captação emergencial no Lago Paranoá. O Subsistema Produtor do Lago Norte vai reforçar o Descoberto em 700 litros por segundo.

O preço ficou em R$ 42 milhões, 15% abaixo do inicialmente previsto. Em 31 de março, data da publicação do pregão eletrônico no Diário Oficial do DF, o valor estimado era de R$ 49.437.958 — parte dos R$ 55 milhões liberados pelo Ministério da Integração Nacional.

A empresa terá 240 dias para executar os trabalhos. “[O governo] está adquirindo uma planta capaz de tratar 700 litros por segundo, com tecnologia americana de membrana de ultrafiltração”, detalha o presidente da Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb), Maurício Luduvice. “Estamos satisfeitos em ter equipamento de ponta e com preço menor que o estipulado.”
Como vai funcionar a captação de água no Lago Paranoá

A água será captada no braço do Torto, no Lago Paranoá. A estrutura vai ficar na ML 4, no Setor de Mansões do Lago Norte. Trata-se de uma estação de tratamento de água compacta, com membranas de ultrafiltração, uma das mais modernas tecnologias para tratar água.

Depois de tratada, a água vai para dois reservatórios: um no Lago Norte e um no Paranoá. Os locais abastecidos serão Asa Norte, Itapoã, Lago Norte, Paranoá, parte de Sobradinho II e Taquari. Atualmente, o fornecimento para essas regiões é feito pelo Sistema Santa Maria-Torto.

Bombeamento de água diminui demanda do Descoberto

Com a captação emergencial no Lago Paranoá, a água do Sistema Produtor Santa Maria-Torto que ia para o Lago Norte e o Paranoá passa a seguir para outros dois reservatórios — um no Parque da Cidade e outro no Cruzeiro.

O bombeamento desses dois pontos vai atender Águas Claras (zona média e zona baixa), Candangolândia, Colônia Agrícola Águas Claras, Guará I, Guará II, Lucio Costa, Núcleo Bandeirante e Setor de Mansões Park Way Quadras 1 a 5. Hoje, todas essas regiões são abastecidas pelo Sistema Produtor do Descoberto.

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo