Datacenter do governo de Brasília ganha mais espaço para hospedar sistemas e serviços

Com capacidade de armazenamento de 2,5 petabytes, nova central que armazena máquinas e dados da rede corporativa será inaugurada na terça (25). Segurança e desempenho também foram aumentados.

O governo de Brasília inaugura na terça-feira (25) um datacenter (central que armazena máquinas e dados da rede corporativa) com mais espaço físico e o dobro da capacidade de hospedagem de sistemas e serviços.

A área útil dobrou de tamanho — de 130 para 260 metros quadrados —, e a capacidade de armazenamento agora é de 2,5 petabytes.

Localizado no primeiro andar do edifício da Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan), o novo datacenter é responsável por atender cerca de 30 mil servidores públicos que acessam a internet e os sistemas corporativos do Executivo local todos os dias, de forma simultânea.

De acordo com a Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão, a expansão do datacenter — projeto estratégico da pasta e parte do acordo de resultados — vai melhorar o desempenho, a disponibilidade e a segurança dos mais de 150 sistemas e 148 websites corporativos nele hospedados.

Alguns deles são essenciais para o funcionamento do governo de Brasília e para a população, como o Portal da Transparência, o Na Hora, o Portal do Voluntariado e o Sistema de Bilhetagem Eletrônica da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF).

Ainda segundo o Planejamento, a ampliação da central viabilizou a expansão da rede corporativa GDFNet, que interliga 470 unidades governamentais. A pasta calcula que mais de R$ 7 milhões já foram economizados com essa conexão.

Com esse incremento da central de dados, as Secretarias de Educação e de Saúde substituíram contratos terceirizados pela rede governamental GDFNet. Foram contemplados escolas, hospitais e unidades de pronto-atendimento (UPAs).
Central de dados funciona ininterruptamente

O datacenter é responsável por atender toda a administração direta e indireta. Funciona ininterruptamente, com monitoramento eletrônico e controle de acesso, geradores próprios de energia e subsistemas com redundância. Tudo isso para garantir a disponibilidade dos serviços e sistemas corporativos.

Desde 2009, com a publicação do Decreto nº 30.034, o datacenter reuniu os principais serviços que desempenham papel de servidor de aplicação ou de banco de dados de interesse do Executivo local.

O projeto de ampliação de uma central de dados do governo própria está em andamento desde 2011, mas só avançou nesta gestão. Isso permitiu que o ambiente corporativo hospedasse, com segurança e qualidade, mais sistemas e serviços do Estado.

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo