Detran faz campanha para conscientizar motoristas sobre distância segura do carro para o ciclista

Ação ocorre neste sábado (15), em Planaltina, onde haverá blitz educativa.

Com o objetivo de conscientizar os motoristas sobre a distância segura de 1,5 metro de um ciclista na via, o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) organiza a campanha Ultrapasse. Não Passe. A ação ocorre neste sábado (15), Dia Mundial do Ciclista, na Avenida Independência, em Planaltina.Com o objetivo de conscientizar os motoristas sobre a distância segura de 1,5 metro de um ciclista na via, o Detran-DF organiza a campanha Ultrapasse. Não Passe. Foto: Andre Borges/Agência Brasília

Na ocasião, haverá uma blitz educativa com distribuição de panfletos. A ideia é estimular o respeito dos condutores e diminuir o número de acidentes de trânsito. Até fevereiro deste ano, de acordo com o Detran, quatro ciclistas morreram no Distrito Federal — o balanço de março será divulgado no fim de abril.

Desde o início de 2017, quatro motoristas foram autuados por não manterem a distância de 1,5 metro. No Código de Trânsito Brasileiro, essa é uma infração média, sujeita a multa de R$ 130,16 e a quatro pontos na carteira.

Não reduzir a velocidade de forma compatível com a segurança para ultrapassar o ciclista é considerada infração grave, com cinco pontos e R$ 195,23 de multa.

O código estabelece ainda infração gravíssima (multa de R$ 293,47 e sete pontos na carteira) para quem dirige ameaçando veículos como bicicleta. Nesse caso, o condutor está sujeito ao recolhimento do documento de habilitação, à retenção do veículo e à suspensão do direito de dirigir.

A campanha em Planaltina foi sugestão de um grupo de ciclistas locais. Cidadãos que queiram propor alguma ação para o Detran-DF podem entrar em contato, das 8 às 18 horas nos dias úteis, pelo telefone (61) 3901-4060, da Gerência de Ação Educativa de Trânsito.
Mortes no trânsito do DF caem 46% no primeiro trimestre de 2017

De janeiro a março, houve a redução de 46% do número de mortes em acidentes de trânsito em Brasília. De acordo com o Detran, no primeiro trimestre de 2017, foram 54 vítimas fatais, contra 72 no mesmo período do ano passado.

Para o diretor-geral do Detran, Silvain Fonseca, essa queda reflete a intensificação das operações da Lei Seca e de outras fiscalizações dos órgãos de trânsito, que resultaram no aumento de 36,5% das autuações por alcoolemia nas vias do DF.

O departamento também adotou medidas como revitalização da sinalização e colocação de mais barreiras eletrônicas em Brasília.

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo