DF tem panelaço durante pronunciamento de Michel Temer

Enquanto Michel Temer (PMDB) fazia o segundo pronunciamento aos brasileiros desde que entrou na mira de denúncias feitas nas delações da JBS, brasilienses fizeram um panelaço em protesto ao presidente, na tarde deste sábado (20/5). Em Águas Claras, moradores relatam que o barulho foi ouvido durante grande parte da fala de Temer.

Em discurso de 12 minutos, o presidente pediu a suspensão do inquérito aberto no Supremo Tribunal Federal (STF) para investigar as denúncias de corrupção feitas por Joesley Batista, dono da JBS. E subiu o tom contra o empresário. Segundo Temer, Joesley cometeu o “crime perfeito”, lucrou à custa da instabilidade econômica e, hoje, passeia pelos Estados Unidos.

O pronunciamento de Temer nesta tarde foi o segundo desde que o presidente virou alvo de várias acusações. Na quarta-feira (17), o jornal O Globo revelou que a delação dos irmãos Joesley e Wesley Batista, donos da JBS, indicava que Temer deu aval para que o silêncio do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ) fosse comprado. Apesar das pressões e das acusações, o presidente sustenta que não vai renunciar ao cargo.

Manifestações no país
Também foram registrados panelaços em diversas cidades do país durante o pronunciamento de Temer. Em São Paulo, houve protesto em bairros como Pompeia, Perdizes, Pinheiros, Consolação, Bela Vista, Liberdade, Moema e Vila Buarque.

O panelaço também ocorreu no centro do Rio de Janeiro, em bairros de Porto Alegre, em Aracaju e Salvador. Em Santos e São Vicente, foram registradas muitas manifestações.

Por: Metrópoles

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.