CEU das Artes do Recanto das Emas está aberto à população

Inaugurado pelo governador Rodrigo Rollemberg neste domingo (11), o centro é o primeiro do DF e oferecerá oficinas, cursos e atividades esportivas.

A população do Recanto das Emas recebeu na manhã deste domingo (11) o primeiro Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU das Artes) do Distrito Federal. O espaço, que fica na Quadra 113, Lote 9, foi inaugurado hoje pelo governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, e sua esposa e colaboradora do governo, Márcia Rollemberg.Com área de 3 mil metros quadrados (m²), o complexo é voltado para o desenvolvimento de atividades culturais, esportivas, artísticas e de promoção da cidadania. Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Com área de 3 mil metros quadrados (m²), o complexo é voltado para o desenvolvimento de atividades culturais, esportivas, artísticas e de promoção da cidadania. Ele conta com cineteatro, biblioteca, laboratório multimídia, quadra coberta poliesportiva, pista de skate, parque infantil, programa esportivo comunitário e mesas com tabuleiro de jogos.

No centro, serão oferecidas diversas atividades, como oficinas de cinema, contação de histórias, dança, arte-educação e confecção de cenários, fantoches e figurino. Também haverá aulas de ginástica e alongamento, formação de grupos de corrida e caminhada.

Durante a inauguração, o governador Rodrigo Rollemberg assinou o decreto que institui o programa CEU das Artes e enfatizou a importância da iniciativa. “Nosso governo tem o compromisso de melhorar a infraestrutura cultural do DF, que atualmente é muito concentrada no Plano Piloto. Mesmo com a atual situação econômica do país e de Brasília, não poupamos esforços para isso”, afirmou. Além da unidade no Recanto das Emas, serão entregues este ano dois centros em Ceilândia, um na QNM 28 e outro na QR 2.

Envolvida na criação do CEU das Artes, a colaboradora do governo Márcia Rollemberg explicou que o local tem a função de contribuir na formação artística, cultural, esportiva e profissional da população. “O CEU é um direito dos cidadãos”, destacou.
Docentes da rede pública darão aulas de arte e esportes

A Secretaria de Educação disponibilizará três professores – de artes, educação física e pedagogia – para ministrar aulas no CEU. A pasta também ofertará cursos de curta duração de cuidador de idosos e recepcionista do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

Pessoas da comunidade também oferecerão atividades no local. O mestre de capoeira Amando Alcantara, de 38 anos, faz parte do projeto Urupê Capoeira, que há dez anos dá aulas gratuitas da dança a crianças da região. Com o centro, ele finalmente terá um lugar para tocar a ação social. “Assim, chamaremos mais a atenção dos moradores. Nosso trabalho é para eles.” Antes as aulas ocorriam na rua, na Quadra 113.
Gestão será compartilhada entre governo e sociedade

O CEU será administrado por um grupo gestor com cinco integrantes do governo, cinco da comunidade e cinco da sociedade civil organizada. A Secretaria de Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos está a cargo da criação do grupo – que contará com representantes da pasta, da Secretaria de Cultura e da administração regional –, por meio da Portaria nº 98, de 11 de maio de 2017.

Para o governador, o centro marca um novo modelo de gestão compartilhada. “A responsabilidade da sociedade civil do Recanto das Emas é muito grande, porque ajudará a garantir que o espaço seja utilizado por todos”, disse Rollemberg.

O investimento na obra foi de R$ 1.311.369,15, do Ministério da Cultura.

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo