Aliados de Alckmin rebatem petista: “Lugar de Lula é na cadeia”

As declarações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado a nove anos emeio de cadeia por corrupção, afirmando durante entrevista que o governador de São Paulo Geraldo Alckmin “parece que mamou até os 14 anos e empinou pipa em frente ao ventilador”, não ficaram sem resposta do PSDB.

Um dia após o próprio governador retrucar os ataques de Lula, dizendo que não tinha “R$ 9 milhões depositados para aposentadoria” e que “riquinho não era ele”, alguns de seus aliados, especialmente da ala mais jovem do partido, subiram o tom nas críticas ao petista.

Para o deputado estadual Ramalho da Construção (SP), o ex-presidente Lula seria “uma farsa”.

“Lula se acostumou tanto a mentir que hoje acredita na própria mentira. Ele sempre se apresentou como uma pessoa humilde, como um representante dos pobres que vinha para lutar contra a corrupção. Hoje vemos ele com milhões depositados. Ficou rico. E não foi trabalhando que ficou rico”, afirmou o deputado, que também é presidente nacional do PSDB Sindical.


O jovem prefeito da cidade paulista de Lins, Edgar de Souza, também foi bastante incisivo na defesa do governador de São Paulo.

“Enquanto Alckmin sempre trabalhou para se sustentar, e ainda hoje leva uma vida modesta e honesta, Lula sempre parasitou no sangue dos trabalhadores e assim fez uma fortuna que mostra bem quem é a tal elite atrasada que ele mesmo tanto fala”, desabafa Edgar de Souza

Para o tucano, que deve se candidatar a deputado estadual nas eleições de 2018, Lula seria um falastrão. “Mas ele pode falar o que quiser que os fatos o desmentem”, declarou.

Vereador mais votado da história de Pindamonhagaba, terra natal do governador paulista, Rafael Goffi foi um dos que também se manifestaram a favor de Alckmin. Segundo ele, Lula seria “tão sujo que tenta denegrir a imagem de todos, para que pareçam farinha do mesmo saco”.

“Nosso governador Alckmin sempre foi exemplo de ética e de trabalho. Nunca precisou cometer qualquer tipo de crime para se dar bem, muito menos para ficar milionário. Trabalhou a vida toda e sempre valorizou a família, sendo exemplo para todos, já Lula, se tornou exemplo de corrupção e malandragem. Agora vem à tona uma parte do patrimônio milionário que ele possui e esconde de todos”, destacou Goffi, que é pré-candidato a deputado federal.

Ainda segundo o vereador, “o lugar do Lula é na cadeia, do Geraldo Alckmin, na Presidência do Brasil”.

Outro aliado do governador paulista a responder ao ex-presidente Lula foi Saulo Batista (PSDB-DF), para quem os ataques ao governador expressam o desespero do presidente Lula e do PT.

“Diante de sua condenação na justiça, tanto o Lula quanto o PT tem demonstrado certo desespero com a possibilidade do ex-presidente se tornar inelegível. E não tem a ver apenas com o enquadramento do Lula na ‘Lei da Ficha Limpa’, mas com o fim do ‘mito Lula’. A decisão judicial decorre do comprovado envolvimento de Lula em crimes graves, como corrupção e lavagem de dinheiro, os quais podem, sim, leva-lo inclusive para a cadeia. É o atestado de falsidade da versão segundo a qual ‘Lula nada sabia’, tão repetida pelo PT e seus satélites. Ele sabia. Sabia e participava do esquema de corrupção”, ressaltou o tucano.

Para Saulo Batista, “considerando o cada vez maior número de acusações que pesam sobre ele, as quais já lhe renderam a primeira condenação de outras que ainda virão, o juízo de valor do ex-presidente Lula é um que não se deve dar importância maior do que as demais bravatas eleitoreiras que ele se habituou a repetir”.

“O Geraldo (Alckmin) fez bem em lembrar que a verdade é exatamente o oposto daquilo que insinuou Lula. Enquanto o governador tem origem humilde e ainda hoje vive uma vida condizente com os rendimentos do seu trabalho, a atuação do Ministério Público e da Polícia Federal vem demonstrando que no governo do ex-presidente Lula se verificou não apenas o enriquecimento dele próprio, mas de seus companheiros de partido, aliados, filhos, sobrinho, irmão e até uma amante. Um enriquecimento criminoso, às custas do dinheiro dos nossos impostos”, disse Saulo Batista, também cotado para disputar uma vaga na Câmara Federal em 2018.

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo