Caso Valentina: policiais militares fazem vaquinha para ajudar família de bebê sequestrado

Depois da alegria em ter a pequena Valentina, de três meses, de volta para casa, os pais do bebê, ambos desempregados, têm um novo motivo para comemorar. Policiais Militares de Planaltina (GO) estão organizando uma vaquinha para arrecadar alimentos, fraldas, produtos de higiene,ou qualquer valor em espécie.

A iniciativa visa amenizar as dificuldades financeiras que a família está enfrentando. Segundo o sargento Rodrigo, do 21º Batalhão de Polícia Militar, a corporação já conseguiu arrecadar cestas básicas, R$ 400 em espécie, além de um vale-compras em uma drogaria da cidade. A previsão para a entrega dos donativos está prevista para quarta-feira (12). O sargento afirma que será uma grande surpresa para família, que, além da Valentina, tem outros 3 filhos.”Toda ajuda será bem-vinda”, enfatizou o sargento..

A divulgação da campanha está sendo feita por meio do WhatsApp. Quem quiser contribuir pode entrar em contato com o sargento pelo número: (61) 99839-6111.

Relembre o caso

O crime ocorreu no último dia 29, no Conic. Na ocasião, a mãe da pequena Valentina, Arlete Bastos, 29, foi até uma agência de emprego com a suspeita, que lhe ofereceu um trabalho poucos dias antes. A mãe deixou o bebê com Cevila para participar de um entrevista e, quando voltou, a mulher já havia fugido com a criança.

A sequestradora foi localizada horas depois, em Planaltina de Goiás. O companheiro de Cevila, Neilson Souza Silva, de 35 anos, revelou que a mulher dizia estar grávida para manter o relacionamento, que passava por uma crise.
JBr

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo