Portal do Voluntariado dá experiência a jovens que buscam o mercado de trabalho

A plataforma digital reuniu em um ano mais de 10 mil voluntários em 187 projetos ligados às áreas de educação, meio ambiente, recreação, esportes, cultura e saúde.

A enfermeira Thaís de Meira Lima, de 24 anos, cadastrou-se no Portal do Voluntariado e, desde maio, começou a trabalhar no Hospital Materno-Infantil de Brasília (Hmib). Recém-graduada, ela vai duas vezes por semana ao pronto-socorro atender crianças que chegam precisando de cuidados.A enfermeira Thaís de Meira Lima, de 24 anos, cadastrou-se no Portal do Voluntariado e, desde maio, começou a trabalhar no Hospital Materno-Infantil de Brasília (Hmib). Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

Para a jovem, essa é uma forma de inserção no mercado de trabalho. Como acabou de se formar, ela precisava de experiência para colocar no currículo. Encontrou no voluntariado oportunidade de agregar conhecimento e ajudar pessoas. “Está sendo bom porque estou adquirindo segurança”, relata.

Thaís faz parte do grupo de cinco voluntários profissionais que compõem o quadro do Hmib. Todos se inscreveram pelo Portal do Voluntariado, que comemorou um ano de atividades em junho.

Uma das áreas mais beneficiadas pelo programa é a da saúde, que atraiu mais de 360 profissionais entre médicos, nutricionistas, psicólogos, enfermeiros e técnicos de enfermagem.

A atividade é em caráter espontâneo, sem remuneração e sem vínculo funcional ou empregatício. O voluntário escolhe o dia e o horário em que poderá ajudar.
"A perspectiva é construir uma rede de solidariedade e cidadania"Rodrigo Dias, subsecretário de Políticas de Direitos Humanos

Em um ano de existência, o portal já uniu mais de 10 mil voluntários a 187 projetos e ações ligados às áreas de educação, meio ambiente, recreação, esportes, cultura e saúde.

De acordo com o gerente de Voluntariado da Secretaria da Saúde, Cristian Silva, a predominância é de recém-formados interessados em ganhar experiência. Mas também se cadastram aposentados e até pessoas bem colocadas na profissão, pela motivação social de ajudar outras pessoas.

Segundo Silva, só o Hospital de Base conta hoje com cerca de 700 voluntários. Todos os hospitais públicos têm esse trabalho, alguns deles com associações.

Algumas delas chegam a ter mais de 30 anos de existência. As atividades vão de palhaçaria até doação de materiais. São muitos os segmentos para quem quer ajudar.

Segundo Rodrigo Dias, subsecretário de Políticas de Direitos Humanos, o portal é um grande instrumento de mediação entre governo, voluntários e organizações da sociedade civil. “A perspectiva é construir uma rede de solidariedade e cidadania”, completa.

A subsecretaria é vinculada à Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos. O portal é uma etapa importante do programa Brasília Cidadã, que visa integrar, valorizar, reconhecer e estimular ações de voluntariado na cidade.
Feira do livro foi um sucesso de voluntariado

Com 240 voluntários oriundos do portal, a 33ª Feira do Livro de Brasília, que ocorreu em junho, foi um sucesso, de acordo com a coordenadora-geral do evento, Cleide Soares.

Os voluntários, a seu ver, foram o ponto alto. “Muitos apresentaram habilidades específicas. Então foram incorporados em outras atividades não previstas no início”, relatou.

O estudante de jornalismo Pedro Lemos, de 20 anos, foi um dos que trabalharam na feira. Ele atuou como assistente de produção e pretende participar de outros eventos nessa condição. “Vai acrescentar muito ao meu currículo. É uma experiência de vida muito valiosa”, acrescentou.

O prefeito de São Paulo, João Doria, elogiou o Portal do Voluntariado em encontro com o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, e demonstrou interesse em replicar o modelo na capital paulista.

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo