Vigilantes são substituídos por apadrinhados políticos na Câmara

O deputado distrital Chico Vigilante (PT-DF) denunciou a substituição de vigilantes na Câmara dos Deputados por apadrinhados políticos na Câmara dos Deputados. Segundo nota divulgada pela assessoria de imprensa do parlamentar, vigilantes da empresa Soberana, contratada da Câmara, informaram que o 1º secretário da Casa, deputado Giacobo (PR-PR), ordenou ao proprietário da empresa que proceda a demissão de 50 profissionais da vigilância, sem critério algum. Essas vagas serão preenchidas por indicação de deputados, denunciou o petista.

De acordo com o distrital, na história da Câmara dos Deputados nunca houve perseguição aos trabalhadores terceirizados, em especial, aos vigilantes. “Isso demonstra o ponto em que chegamos nesse país. Aonde os golpistas não têm limites. Para cumprir os seus objetivos, muitas das vezes de comprar votos, demitem até trabalhadores terceirizados que estão há anos para colocar os apadrinhados. Uma imoralidade”, afirmou.

O Sindicato dos Vigilantes vai procurar a Liderança do PT para que os deputados tomem conhecimento desta situação e possam atuar no âmbito daquela casa legislativa.

O parlamentar informou que o Sindesv também vai encaminhar denúncia ao Ministério Público do Trabalho, nas esferas federal e distrital.
“Iremos a todos os fóruns que forem necessários para defender o emprego desses vigilantes. É imoral o presidente do sindicato patronal ajudar esse ato vergonhoso”, disse.

Por: Brasil 247

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo