Parques no DF oferecem opções de lazer para os dias com clima mais ameno

Cercado por vegetação nativa, Distrito Federal tem áreas verdes com diferentes atrativos no período da seca, como área de piquenique, cachoeiras e piscinas para crianças e adultos.

Com a chegada do período de baixa umidade relativa do ar, é preciso aumentar os cuidados com a saúde ao praticar esportes. Especialistas recomendam evitar exposição ao sol das 10 às 17 horas, quando a insolação e a evaporação atingem níveis máximos.

Uma boa opção para quem quer se divertir ao ar livre nesse período são os 52 parques ecológicos e urbanos espalhados pelo Distrito Federal, administrados pelo Instituto Brasília Ambiental (Ibram). Neles, há diferentes opções de lazer sob a sombra de árvores nativas.

Em algumas unidades de conservações, há cachoeiras, piscinas para crianças e adultos, trilhas, área de piquenique e circuitos de ginástica.

Outras unidades têm administração própria em parceria com a Secretaria do Meio Ambiente, como o Jardim Botânico e o Zoológico. A pasta adjunta de Turismo é responsável pelo Parque da Cidade, e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), uma instituição do governo federal, responde pelo Parque Nacional de Brasília.
"Os moradores têm reivindicado a criação de novos parques. Há um interesse contínuo de ocupação das áreas verdes, e isso é bom"Paulo Cesar Magalhães Fonseca, coordenador de Unidades de Conservação do Ibram

O coordenador de Unidades de Conservação do Ibram, Paulo Cesar Magalhães Fonseca, conta que o órgão trabalha para manter a qualidade dos espaços com visitas periódicas e planejamento de resgate das áreas degradadas.

Fonseca ainda ressalta o sentimento de pertencimento da população com os parques. “Os moradores têm reivindicado a criação de novos parques e a implementação de equipamentos públicos. Há um interesse contínuo de ocupação das áreas verdes, e isso é bom.”

Já o secretário adjunto de Turismo, Jaime Recena, vê os parques urbanos de Brasília como o reconhecimento de uma cidade viva e dinâmica.

“Nossos parques, além de serem atrativos turísticos, oferecem aos moradores qualidade de vida e contato direto com a natureza”, complementa.

Veja algumas sugestões da Agência Brasília para quem quer aproveitar essas áreas verdes:
Jardim Botânico de BrasíliaO Jardim Botânico tem aproximadamente 4,5 mil hectares destinados à preservação e pesquisa, dos quais 500 hectares estão abertos à visitação. Foto: Tony Winston/Agência Brasília 24.5.2017

O Jardim Botânico de Brasília tem aproximadamente 4,5 mil hectares destinados à preservação e pesquisa, dos quais 500 hectares estão abertos à visitação.
Herbário Ezechias Paulo Heringer e a coleção de plantas secas
Orquidário com mais de 3 mil espécies
Jardim de Cheiros, ou Jardim Sensorial, que proporciona experiência com plantas medicinais, aromáticas, comestíveis e condimentares
Biblioteca da Natureza
Trilhas ecológicas
Parque infantil

É possível fazer visitas guiadas previamente agendadas.

Setor de Mansões Dom Bosco, Área Especial – Lago Sul
Aberto de terça a domingo, das 9 às 17 horas
Entrada: R$ 5
Jardim Zoológico de BrasíliaAlém de abrigar 826 animais distribuídos em 185 espécies, o zoo conta com museu, camping, playgrounds, lago artificial, berçário, borboletário e área para piquenique. Foto: Andre Borges/Agência Brasília 17.10.2016

Inaugurado em 1957, o Jardim Zoológico de Brasília foi a primeira instituição ecológica criada no Distrito Federal. Abriga 826 animais distribuídos em 185 espécies. No parque há museu, camping, playgrounds, lago artificial, berçário, borboletário e área para piquenique.

Avenida das Nações, Via L4 Sul
De terça a domingo e feriados, das 8h30 às 17 horas
Entrada: R$ 10 (inteira) R$ 5 (meia)
De terça-feira a quinta-feira (exceto feriado), adultos e crianças a partir de 6 anos de idade pagam meia-entrada
Parque da Cidade Dona Sarah KubitschekO Parque da Cidade é o maior parque urbano do mundo. Foto: Andre Borges/Agência Brasília 25.7.2017

Mais conhecido como Parque da Cidade, foi fundado em 1978 e é o maior parque urbano do mundo. Conta com diversos atrativos, especialmente para práticas esportivas, como quadras de vôlei, futebol, basquete, pista de cooper, ciclovia, parque de diversões, quiosques, lago artificial e área para eventos culturais.


Eixo Monumental
Aberto todos os dias
Entrada franca
Parque dos Jequitibás

Criado em 1994, o parque virou ponto de encontro para moradores de Sobradinho. O espaço tem circuito de ginástica, pista de skate, trilha interna, ciclovia e museu.

O anfiteatro é frequentemente utilizado pelos alunos das escolas da região, que ensaiam peças teatrais.

Aos fins de semana, sessões de meditação e atividades culturais ocorrem com frequência.

A área de preservação ambiental abriga, ainda, árvores de grande porte, como o jequitibá, e nascentes no interior do parque.


Quadra 10/11, Avenida do Contorno — Sobradinho
Aberto todos os dias, das 6h30 às 19 horas
Entrada franca
Parque Ecológico de Águas ClarasO Parque Ecológico de Águas Claras é contornado por longas e largas trilhas, ideais para praticar corrida e caminhada. Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília 17.2.2016

Criado em 2000, o parque de Águas Claras é contornado por longas e largas trilhas, ideais para praticar corrida e caminhada.

Nos 95 hectares de área, é possível encontrar patos, capivaras, gansos, tucanos e bem-te-vis que vivem por entre os ipês, ingás e outras árvores frutíferas. O lugar conta também com grama sintética, quadra poliesportiva, equipamento de ginástica e campo de futebol de areia.


Avenida Castanheiras — Centro
Aberto todos os dias, das 6 às 22 horas
Entrada franca
Parque Ecológico Dom Bosco

Muito conhecido por abrigar a Ermida — o Parque Ecológico Dom Bosco é um dos principais cartões postais da cidade. Os visitantes costumam fazer trilhas, caminhadas, andar de bicicleta, andar de skate e contemplar o pôr do sol com uma bela vista do Lago Paranoá.

O local conta com o Jardim do Patrimônio Ecológico, espaço onde há as 12 espécies de árvores nativas do Cerrado tombadas pelo Patrimônio Ecológico do DF, entre elas, a copaíba e a aroeira.


QL 30, do Lago Sul (acesso pela Estrada Parque Dom Bosco)
Aberto todos os dias, das 6 às 20 horas
Entrada franca
Parque Ecológico Ezechias Heringer

Conhecido também como Parque do Guará, leva o nome do agrônomo que dedicou a vida a estudar a flora do Cerrado, em especial, as orquídeas.

Ele está em um dos locais em que o ambientalista mais atuou identificando cerca de 72 espécies de orquídeas nativas da região.

Os visitantes podem conhecer algumas dessas espécies no orquidário que recebe o nome de Barjout Mirray Heringer, viúva do pesquisador.

O parque dispõe de estrutura para a prática de esportes, como pista de cooper, ciclovia, quadra poliesportiva, quadra de areia e ponto de encontro comunitário (PEC).


QE 23, Guará II
Aberto todos os dias, das 6 às 18 horas
Entrada franca
Parque Ecológico Olhos D’Água

Na Asa Norte, o Parque Ecológico Olhos D’Água oferece aos visitantes um espaço com trilhas, circuito de exercícios, parque infantil e uma pista de corrida e caminhada de 2,1 quilômetros.

A área de preservação ambiental também conta com um pequeno lago, conhecido como Lagoa dos Sapos, e flora típica do Cerrado. Costuma ser palco para atividades e programas mais alternativos, como encontros de ioga, tai chi chuan e meditação.

As programações culturais são desenvolvidas pela comunidade, com autorização do Ibram.


SQN 413/414
Aberto todos os dias, das 6 às 20 horas
Entrada franca
Parque Ecológico Península Sul

Oferece uma bela vista do Lago Paranoá, que pode ser contemplada em um passeio pela trilha que margeia o parque, além de vários píeres. Frequentadores costumam praticar esportes como o stand up paddle e o kite surf.


SHIS QL 12 — Lago Sul
Aberto todos os dias, das 6 às 22 horas
Entrada franca
Parque Ecológico e Vivencial do Riacho Fundo

Localizado entre o Riacho Fundo I e o II, tem 530 hectares e reúne grande diversidade de fauna e flora. Conta com infraestrutura de lazer e esportes, como quadras de areia e poliesportivas, pista de caminhada e de skate, ciclovia, circuito de ginástica e playground.


QS 8, Área Especial, ao lado do Conjunto 1C — Riacho Fundo
Aberto todos os dias, das 6 às 18 horas
Parque Ecológico do TororóO Parque Ecológico do Tororó leva o visitante a uma das mais altas e belas cachoeiras do DF. Foto: Dênio Simões/Agência Brasília 11.5.2015

Fica a pouco mais de 30 quilômetros da Rodoviária do Plano Piloto, perto do Lago Sul. Uma trilha íngreme em meio ao Cerrado típico leva o visitante a uma das mais altas e belas cachoeiras do DF.

O salto tem queda livre de aproximadamente 15 metros de altura, o que atrai praticantes de rapel.

BR-251/DF-140 — Santa Maria
Aberto todos os dias, das 6 às 18 horas
Entrada franca
Parque Lago do Cortado

Na região central de Taguatinga, o parque abriga o Ribeirão do Cortado e várias pequenas cachoeiras.

Por ser um local onde brotam nascentes, foi construída uma passarela suspensa que proporciona condições ideais para contemplação e observação da natureza.

QNF/QNL Taguatinga
Aberto todos os dias, das 6 às 18 horas
Entrada franca
Parque Nacional de Brasília O ICMBio, instituição do governo federal, responde pelo Parque Nacional de Brasília. Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília 13.5.2016

Conhecido como Água Mineral, o Parque Nacional de Brasília protege ecossistemas típicos do Cerrado e abriga as bacias dos córregos formadores da represa Santa Maria. A principal atração do parque é a parte das piscinas.

Para quem gosta de caminhada, há duas trilhas de pequena dificuldade: a da Capivara, com duração de 20 minutos, e a do Cristal Água, com duração média de uma hora.


Rodovia BR-450, Via Epia
Aberto todos os dias, das 8 às 16 horas
Entrada: R$ 13 para brasileiros e R$ 26 para estrangeiros Entrada franca para crianças até 12 anos e adultos acima de 60 anos
Parque Recreativo Sucupira

Criado em 1996, fica ao lado do campus da Universidade de Brasília (UnB) em Planaltina, nas proximidades da Estação Ecológica de Águas Emendadas.

Há espaço para iniciativas de educação ambiental, banheiros, pista de caminhada, quadras poliesportiva e de areia, pista de skate e playground.


Aberto todos os dias, das 8 às 18 horas
Entrada franca
Parque Três Meninas

A cultura e a história de Brasília e Samambaia são retratadas no Parque Três Meninas. O local é uma antiga fazenda construída nos anos 1960, onde se destacam três pequenas casas feitas pelos antigos proprietários para as três filhas.

Em meio a esse contexto, o parque oferece, ainda, pista de skate, parques infantis, quadras poliesportivas e ciclovia. Entre os atrativos ecológicos, estão o Jardim dos Pequis, com mais de 50 pés plantados; a Alameda dos Ipês; e o Jardim Pomar do Cerrado.


Quadras 609 até 611 — Samambaia
Aberto todos os dias, das 7 às 18 horas
Entrada franca
Parque Urbano Bosque do Sudoeste

Criado em 2013, o parque reúne quadra poliesportiva, quadra de areia, pista de caminhada, ciclovia, circuito de ginástica, anfiteatro e playground. Também conta com árvores nativas plantadas pelo Ibram com intuito de recuperar a flora e fauna no local.


2ª e 4ª Avenidas — Sudoeste
Aberto todos os dias, das 6 às 23 horas
Entrada franca
Parque Urbano do Paranoá

O antigo acampamento do Paranoá, habitado por trabalhadores durante a construção da barragem do Lago Paranoá, deu lugar ao parque com quadras esportivas, ciclovia, pista de cooper, parquinhos, trilhas e diversas árvores frutíferas.

A presença de cachorros é permitida somente com guia, e os animais que oferecem risco devem portar focinheira.


Aberto das 6 às 20 horas
Entrada franca
Parque de Uso Múltiplo da Asa Sul

Conhecido como o berço das capivaras — que o utilizam com frequência para tomar banho de sol e nadar na lagoa —, serve de lazer para prática esportiva e observação da natureza.


SGAS 613/614
Abertos todos os dias, das 6 às 19 horas
Entrada franca
Parque de Uso Múltiplo do Lago Norte

Composto por uma faixa verde ao longo do Lago Paranoá, o parque do Lago Norte tem ciclovia bem sombreada que atrai aves e pequenos mamíferos, além de oferecer mesas de piquenique e áreas de lazer. Na margem do lago, há um píer de madeira, ideal para pescar e praticar esportes aquáticos, como a canoagem.


Módulo I — CA SHIN Lago Norte
Aberto todos os dias, das 6 às 18 horas
Entrada franca

TaguaparqueLocalizado ao longo do Pistão Norte, o Taguaparque tem vários atrativos. Foto: Dênio Simões/Agência Brasília 21.5.2015

Localizado ao longo do Pistão Norte, tem vários atrativos, como churrasqueiras, playground para crianças, pista de motocross, quadras de vôlei, quadras de futebol, circuito de ginástica e ginásio coberto.

O espaço conta também com centro cultural, auditório, teatro de arena e hall de exposição e recepção.


Pistão Norte de Taguatinga
Aberto todos os dias
Saburo Onoyama

Inaugurado em junho de 1988, também conhecido como Vai Quem Quer, recebeu o atual nome em homenagem ao japonês Saburo Onoyama, em reconhecimento à luta pela preservação do Cerrado em Taguatinga.A infraestrutura do Saburo Onoyama conta com área de convivência, churrasqueiras, quadra poliesportiva e de areia, playgrounds, fossas ecológicas, vestiários e uma piscina para crianças e adultos. Foto: Andre Borges/Agência Brasília 1.7.2016

A infraestrutura abrange área de convivência, churrasqueiras, quadra poliesportiva e de areia, playgrounds, fossas ecológicas, vestiários e uma piscina para crianças e adultos. Há, ainda, 1.270 metros de trilhas pavimentada e natural, área para piquenique e posto médico.


Área Especial, Taguatinga Sul (atrás da QSC 25 e perto do Lar dos Velhinhos)
Aberto todos os dias, das 6 às 18 horas
Funcionamento das piscinas: de quinta a domingo, das 9 às 16 horas
Entrada gratuita
Para usar a piscina, pede-se atestado médico

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo