Homenagem aos servidores do SLU é marcada por reivindicações

Presidente do Sindireta reclamou de perdas salariais da categoria.

A sessão solene em homenagem aos servidores do Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal (SLU), realizada na manhã desta sexta-feira (27), na Câmara Legislativa, foi palco de discussões sobre o plano de carreira da categoria. O deputado Wasny de Roure (PT), à frente da solenidade, defendeu a recuperação do poder salarial dos trabalhadores e disse que o governo tem condições de atender as demandas do segmento. "Reconheço o esforço do governo na implementação da coleta seletiva, mas os servidores não podem ser esquecidos. Esperamos que o GDF encaminhe imediatamente para esta Casa o projeto de reestruturação de carreiras do SLU", afirmou.

Ibrahim Yusef, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do DF (Sindireta), contou que muitos funcionários tiveram perdas expressivas em seus contracheques devido a uma decisão judicial sobre o plano de carreira em vigor. "Foi uma decisão muito ruim para a categoria. O Tribunal apontou um vício de inconstitucionalidade formal, que poderia ser corrigido pelo governo, mas nada foi feito. A situação é péssima, nunca houve perda salarial para servidores na história do DF e agora estamos nessa situação", lamentou.

O presidente da Associação Recreativa e Cultural dos Servidores da Limpeza Urbana (ASLU), Gerson Inácio da Silva, reclamou ainda das condições de trabalho enfrentadas pelos funcionários da instituição. "Desde 2015, estamos sem salário digno e trabalhando em condições precárias. Catadores e terceirizados tiveram suas demandas atendidas, mas os servidores de carreira, que carregam essa instituição há 30 anos, são deixados de lado. Esperamos que o governo nos convide para discutir e resolver essa situação", destacou.

As demandas dos servidores foram comentadas pela presidente do SLU, Heliana Kátia Tavares Campos. "Nós construímos, em conjunto com os servidores, um plano de carreira que já foi, inclusive, aprovado pela Secretaria de Planejamento. Agora vamos voltar a nos reunir com a categoria para discutir alguns detalhes do projeto a ser encaminhado para a Câmara Legislativa", garantiu. A presidente também manifestou apoio à realização de um concurso público para o órgão. "Precisamos de uma reforma geral no quadro de servidores do SLU, mas enquanto isso não é possível, poderíamos preencher as vagas em aberto. Para se ter uma ideia, das 55 vagas de nível superior, apenas 5 estão preenchidas. Uma necessidade urgente é de engenheiros para atuarem com máquinas pesadas", apontou.

Ao final da sessão, o deputado Wasny de Roure (PT) se comprometeu a realizar reuniões com o governo e com servidores para tratar da tramitação na Casa do projeto de lei de reestruturação das carreiras do SLU. Moções de reconhecimento foram entregues a trabalhadores da instituição, em homenagem ao Dia do Servidor Público. 

Éder Wen
Foto: Silvio Abdon
Comunicação Social - Câmara Legislativa

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo