DF alinha políticas públicas à Agenda 2030 da ONU

Em reunião nesta sexta (24), governador Rodrigo Rollemberg reforçou aos gestores a necessidade de engajamento para cumprir os 17 objetivos de desenvolvimento sustentável propostos pela organização internacional.

Alinhar as políticas públicas aos 17 objetivos de desenvolvimento sustentável da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU) é prioridade para o governo de Brasília.O assessor sênior para a Agenda 2030 do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), Haroldo Machado Filho. Foto: Renato Araújo/Agência Brasília

Nesta sexta-feira (24), gestores estiveram no Palácio do Buriti para tratar do desenvolvimento das metas em âmbito local.

“É extremamente importante perseguirmos esses objetivos, que vão ao encontro com muito do que estamos fazendo no DF”, destacou o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, que estava acompanhado da esposa, Márcia Rollemberg, colaboradora do governo.

O Executivo local aderiu à agenda em 24 de outubro de 2016 e, em fevereiro, foi criado um grupo de trabalho para monitorar o desenvolvimento das metas propostas pelo organismo internacional.

O objetivo da reunião, de acordo com Rollemberg, é mobilizar os titulares de todas as pastas de governo para que a articulação com as metas seja mais proveitosa.

“Precisamos de um engajamento profundo, que cada secretaria identifique as ações que se alinham à Agenda 2030 e prestem contas para facilitar o monitoramento”, solicitou.

O assessor sênior para a Agenda 2030 do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), Haroldo Machado Filho, apresentou as ferramentas e estratégias de identificação dos objetivos de desenvolvimento sustentável.

“É uma agenda universal, que deve ser relevante para todos, mas oferece espaços de ajustes considerando os contextos locais”, detalhou sobre a Agenda 2030.

De acordo com ele, as metas são uma forma de orientar o planejamento de políticas públicas a longo prazo. “Oferecemos um quadro global por meio do qual diferentes setores podem traçar conexões com as diferentes áreas de prioridade local, o que fortalece as capacidades institucionais.”
Ações do governo vão ao encontro dos objetivos da ONU

A secretária de Planejamento, Orçamento e Gestão, Leany Lemos, ressaltou que o mapa estratégico criado pela gestão em 2015 está em sintonia com a proposta da entidade. “Desde o início nos preocupamos em uma estratégia em que Brasília seja um modelo de cidade sustentável”, disse.

Entre as ações desenvolvidas pelo governo de Brasília que vão ao encontro dos objetivos do desenvolvimento sustentável, foram destacadas a universalização da educação infantil para crianças de 4 e 5 anos, a Estratégia de Saúde da Família, a entrega de escrituras, a implementação do Aterro Sanitário de Brasília, as obras de captação de recursos hídricos, os programas Criança Candanga e Brasília Cidadã.

A titular da pasta de Planejamento sugeriu que os gestores de cada órgão façam um exercício de reflexão para identificar quais políticas públicas têm maior impacto nos objetivos de desenvolvimento sustentável de forma a incorporá-los definitivamente.

“Temos que nos envolver, abraçar as metas e caminhar juntos por um mundo e por uma cidade melhores”, concluiu.

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo