Voluntários atuam no atendimento ao turista durante o 8º Fórum Mundial da Água

Anna Clara Scherma, de 18 anos, trabalha no aeroporto. Para ela, o maior ganho é em relação à prática da língua estrangeira.

Entre familiares e equipes de transporte que esperam passageiros na área de desembarque do Aeroporto Internacional de Brasília está Anna Clara Scherma, de 18 anos. Com informações sobre a capital do País em mãos e atenta ao painel de informações de voos, ela aguarda a chegada de turistas, especialmente aqueles que vêm para participar do 8º Fórum Mundial da Água.Anna Clara Scherma faz parte do grupo de voluntários que atende turistas durante o 8º Fórum Mundial da Água. Para ela, o maior ganho é em relação à prática da língua estrangeira. Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

Anna Clara faz parte do grupo de voluntários do projeto Embaixadores do Turismo que atuam desde o fim da última semana em centros de atendimento ao turista, com o receptivo de participantes.

Este é o primeiro trabalho voluntário dela. A garota soube da oportunidade pela mãe, que assistiu a uma reportagem na tevê sobre o Fórum e comentou com a filha que havia vagas.

“Estou gostando muito. Passa gente aqui do mundo inteiro”, comentou Anna Clara. O maior ganho, de acordo com ela, é em relação à prática da língua estrangeira. “Mesmo não tendo contato direto todos os dias, a cada vez que passa alguém eu aprendo mais” garante a jovem, que tem inglês intermediário e espanhol básico.
“É um intercâmbio enorme conviver com outras culturas tão de perto. É isso que me motiva”Vinícius Adriano de Oliveira, de 22 anos, voluntário no 8º Fórum Mundial da Água

Veterano, outro integrante do grupo é Vinícius Adriano de Oliveira, de 22 anos. Com experiência em voluntariado na Copa do Mundo e guia turístico estagiário no Congresso Nacional, nessa quarta-feira (21) ele atuava em um dos espaços de atendimento ao turista no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, onde ocorre o Fórum.

Estudante do quinto semestre de turismo, ele avalia positivamente a experiência: “É um intercâmbio enorme conviver com outras culturas tão de perto. É isso que me motiva”. Vinícius Adriano é fluente em espanhol pelo Centro Interescolar de Línguas do Guará e tem conhecimentos de inglês.
Voluntários aplicam pesquisa de perfil e satisfação

Ao todo, são 30 voluntários, que se juntaram aos profissionais que já trabalham com essas atividades.
Os voluntários trabalham quatro horas por dia e recebem vale-transporte, lanche e certificado

Além de auxiliar com informações turísticas e de serviços no DF e Entorno, os voluntários aplicam uma pesquisa de perfil e satisfação.

Os questionários servirão de base para um levantamento que ajudará a definir investimentos e novas políticas públicas para o setor.

A pesquisa conta com perguntas como as relacionadas ao envolvimento do participante com o Fórum, ao meio de transporte utilizado para chegar a Brasília, ao tipo de hospedagem escolhido, ao tempo de estadia e aos gastos na cidade.

Também são feitas avaliações sobre aspectos referentes à experiência na capital, como limpeza e mobilidade.

Os voluntários foram selecionados por meio do Portal do Voluntariado e trabalham quatro horas por dia. Recebem blusa de identificação, vale-transporte, lanche e certificado.

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.