Deputado propõe a criação de Comissão da Mobilidade

Abrantes justifica que tema é um dos que mais afeta a vida da população

O deputado Cláudio Abrantes (PDT) propôs na sessão ordinária da Câmara Legislativa do Distrito Federal desta terça-feira (22) a criação de uma comissão para tratar exclusivamente dos assuntos relacionados com a mobilidade. Para ele, a Comissão da Mobilidade poderia se dedicar a um dos temas que mais afetam a vida do cidadão. Como exemplo, o distrital citou o tratamento "desumano" que o DFTrans está dispensando a idosos e pessoas com necessidades especiais que têm direito ao passe livre.

De acordo com Abrantes, o DFTrans disponibilizou apenas um posto de atendimento para receber os idosos e pessoas com necessidades, que depois de quatro meses de recadastramento, ainda não tiveram sua situação do passe livre resolvida. O distrital disse que não há tratamento diferenciado, como previsto na legislação, e as pessoas humildes só recebem um retorno de que o órgão ainda precisa de cinco meses para analisar as documentações.

Para o deputado, trata-se de um atestado de incompetência do DFTrans. Ele garantiu que vai cobrar providências do órgão e destacou que o passe livre foi articulado dentro da Câmara e beneficia pessoas humildes.

Gasolina – O deputado Chico Vigilante (PT) aproveitou seu pronunciamento na tribuna para reclamar dos constantes reajustes dos combustíveis. "Quem vive de salário, sabe o quanto está difícil viver com aumento diário de gasolina e de diesel", disse ele, acrescentando que somente em maio, a gasolina subiu 17 vezes no DF. O distrital ainda criticou reunião realizada ontem pelo governo federal para discutir os sucessivos aumentos que não deu em nada.

Parcial – Já o deputado Wasny de Roure (PT) comentou reportagem publicada por um jornal local sobre a cessão de área pública da União para uma igreja presbiteriana e uma batista. Segundo ele, a reportagem teve uma abordagem parcial e não levou em conta as atividades sociais desenvolvidas pelas igrejas e o fato de serem entidades sem fins lucrativos. Segundo ele, o mesmo tipo de concessão é feito com outros empreendimentos comerciais e até mesmo com luxuosos resorts que ocupam orlas marítimas. Na opinião do distrital, o texto publicado tem jeito de matéria encomendada e prejudica a imagem das igrejas.

Jovem – Na mesma sessão, o deputado Agaciel Maia (PR) destacou o lançamento, ontem, da terceira etapa do projeto Jovem Candango, que oferece oportunidade de profissionalização para aprendizes. Segundo Maia, a nova etapa beneficiará 1.400 jovens e atesta o sucesso da experiência, que vem sendo copiada em São Paulo, Goiás e Tocantins.

Concurso – O deputado Bispo Renato Andrade (PR) anunciou a apresentação de um projeto de lei que destina os recursos economizados pelos distritais com a verba indenizatória para a nomeação de aprovados em concursos públicos. Recentemente, a Câmara cortou em 40% os gastos dos parlamentares com verba indenizatória. Segundo Andrade, os recursos devem ser investidos na contratação dos aprovados nos concursos.

Corrupção – O deputado Raimundo Ribeiro (PPS) ironizou a possibilidade de o governador Rodrigo Rollemberg utilizar em sua campanha à reeleição a estratégia de afirmar que o seu governo não teve corrupção. Para Ribeiro, Rollemberg quer contrariar os fatos e ignorar denúncias recorrentes de corrupção nos órgãos do GDF.

O deputado lembrou que doações à campanha de Rollemberg pela JBS estão sendo investigadas. Além disso, segundo ele, há o caso do desvio milionário no sistema de bilhetagem do DFTrans, além de outras irregularidades apontadas pela CPI do Transporte Público.

Luís Cláudio Alves
Fotos: Carlos Gandra
Comunicação Social – Câmara Legislativa

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.