Manifestantes entram em confronto com a PM na base da Petrobras

Líderes do protesto e governistas negociaram a liberação de dez caminhões para abastecer o GDF. Alguns manifestantes, no entanto, foram contra a medida.

Manifestantes entraram em confronto com a Polícia Militar durante protesto frente ao Terminal Terrestre da Petrobras, no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), nesta sexta-feira (25). O grupo tentava impedir a saída de caminhões da base de distribuição e foi contido com spray de pimenta. Por volta das 13h, todos os veículos já haviam deixado o local.

Líderes do movimento e governistas distritais negociaram e aceitaram liberar dez caminhões para atender a serviços básicos, como viaturas do Corpo de Bombeiros, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e polícias Civil e Militar. A proposta de liberar caminhões dividiu os manifestantes e culminou em confusão.

Água e comida: voluntários ajudam caminhoneiros em protestos no DF
Vídeos. Motoristas e motociclistas se unem em bloqueio na base da Petrobras
Racionamento e hiperinflação ameaçam mercados do DF por desabastecimentoBreno Esaki/Jornal de Brasília

Caminhoneiros, motociclistas e motoristas de transporte por aplicativo protestam no local desde quarta-feira (23). O protesto é mais um ato contra o preço dos combustíveis. Na quinta-feira (25), governo federal e representantes dos caminhoneiros entraram em um acordo para acabar com a greve, mas os protestos não chegaram ao fim.

Nesta sexta-feira (25), diante da proporção do movimento grevista, o governo decidiu endurecer. Segundo apurou o Estadão/Broadcast, já está autorizado o uso das Forças Armadas para a desobstrução das estradas. O presidente Michel Temer deve fazer um pronunciamento a qualquer momento para falar sobre a greve e fazer uma avaliação da situação.

Fonte: Jornal de Brasília
Foto:Breno Esaki/Jornal de Brasília

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.