Iluminação lilás do Buriti chama atenção para violência contra idosos

Iluminado em lilás, Palácio do Buriti lembra o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

Dia mundial, em 15 de junho, foi instituído pela ONU e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa

Para lembrar o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, 15 de junho, o Palácio do Buriti ficará iluminado de lilás, cor que representa a data.

Ela foi instituída em 2006 pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa.

O objetivo é sensibilizar a sociedade para combater as diversas formas de violência cometida contra pessoas com idade igual ou superior a 60 anos.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a violência contra idosos consiste em ações ou omissões prejudiciais à integridade física e emocional que impeçam o desempenho do papel social. Denúncias desse tipo de situação podem ser feitas pelos telefones 100 ou 162.

Desde março de 2016, o Distrito Federal conta com a Delegacia Especial de Repressão aos Crimes por Discriminação Racial, Religiosa ou por Orientação Sexual ou contra a Pessoa Idosa ou com Deficiência (Decrin). Com ela, cidadãos com idade igual ou superior a 60 anos ganharam mais um aliado no cumprimento do Estatuto do Idoso.

Além disso, o governador Rodrigo Rollemberg regulamentou, em março deste ano, o Fundo dos Direitos do Idoso do Distrito Federal.

O fundo tem objetivo de facilitar a captação, o repasse e a aplicação de recursos destinados ao desenvolvimento de ações voltadas à terceira idade.

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.