CPI da pedofilia abre “Operação Crisálida” no DF e GO

Shutterstock

Segundo denúncias, as crianças são expostas em páginas de redes sociais e websites sendo cobrados até R$ 2 mil por “programa sexuais”.

Na manhã desta segunda-feira (16), a CPI da Pedofilia da Câmara Legislativa do DF cumpriu três mandados de busca e apreensão. As denúncias são de aliciamento de menores carentes, para fins de exploração sexual.

A operação foi batizada de “Crisálida” e busca novas contra uma organização criminosa que age no DF e Entorno, aliciando crianças e adolescentes carentes.

Segundo denúncias, as crianças são expostas em páginas de redes sociais e websites sendo cobrados até R$ 2 mil por “programa sexuais”. Os integrantes do bando também são suspeitos de fornecer drogas às adolescentes exploradas.

A CPI da Pedofilia da Câmara Legislativa está na sua terceira fase. Na primeira, foram recebidas denúncias. Na segunda, os deputados realizaram audiências e oitivas de suspeitos.

As provas foram apresentadas ao Poder Judiciário, sendo expedidas as ordens de busca e apreensão.

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.