PSB filia líderes camponeses e dirigentes sindicais e fortalece Núcleos de Base do MPS em mais de quinhentos municípios brasileiros

Em ato político que contou com a participação de dezenas de dirigentes nacionais do PSB e vários deputados ligados aos movimentos sociais em seus respectivos estados, filiaram- se na tarde de ontem, quinta-feira (07) sob a coordenação de Carlos Siqueira, presidente nacional do Partido Socialista Brasileiro, diversos líderes sindicais e de movimentos populares de grande representatividade nacional, que irão militar no MPS, Movimento Popular Socialista, o mais estruturado segmento social do PSB e considerado um espécie de vanguarda popular do partido. 

Se filiaram ao PSB e passam a integrar a base do MPS, coordenada nacionalmente pelo advogado Acilino Ribeiro, Secretário Nacional do segmento, a Secretária Geral da CONTAG, Thaisa Daiane, o presidente da Federação dos Trabalhadores Rurais do Estado de Mato Grosso do Sul, FETAGRI-MS, José Martins; o presidente da Federação dos Trabalhadores Rurais do Estado de Mato Groso – FETAGRI-MT, Nilton Macedo, as diretoras das Federações de Trabalhadores Rurais de Goiás – FETAEG-GO, Tania Fernandes Alcântara e Aryanny Alves da FETADF- Federação dos Trabalhadores Rurais do DF e Brenda Durans, do Sindicato dos Assalariados Rurais\Buritis, de Minas Gerais. Também foi destaque a filiação de Orélio Maciel, Diretor de Finanças da FETAGRI-MS; Almir Gonçalves e Antônio Oliveira, ambos do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Ponta Porã, em Mato Grosso e do advogado de Movimentos Sociais nos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, Cristian Freitas. A diretora da Associação de Cabos e Soldados da PM de Mato Grosso do Sul foi outro destaque nas filiações do PSB, quando o Secretário Nacional do MPS, Acilino Ribeiro anunciou como próximo passo a filiação de vários militares e policiais, civis e militares no partido, quando está previsto a filiação de vários dirigentes de associações de militares que fortalecerão o Núcleo de Base de Policiais e Militares do MPS. 

A maioria dos novos filiados e militantes do Movimento Popular Socialista passaram a integrar o Núcleo de Base Camponesa, de Sem Terras, Agricultores Familiares e Assalariados Rurais, e desenvolverão suas atividades nos vintes e seis estados e no DF fazendo cursos de formação e amplas mobilizações em defesa da reforma agrária. 

Carlos Siqueira saudou os novos filiados e agradeceu a presença deles nos núcleos de base do partido e garantiu o apoio a luta dos trabalhadores e o comprometimento do PSB nas causas populares. Os vários.

deputados do PSB presentes ao ato se manifestaram elogiando a articulação desenvolvida pelo secretário nacional do MPS Acilino Ribeiro e manifestando interesse em trabalharem juntos nos respectivos e.stados, dentre eles, Alessandro Molon\RJ, Elias Vaz\GO, Heitor Shuch\RS, Bira do Pindaré\MA, Gonzaga Patriota\PE, Gervásio Maia\PB e Vilson da Fetaeng, além do ex-deputado Valadares Filho de Sergipe, do ex-senador João Capiberibe e o vice-presidente da Fundação João Mangabeira, Alexandre Navarro. O vice- presidente do PSB Beto Albuquerque também participou do ato. Todos se colocaram a disposição dos novos companheiros e a disposição para desenvolverem um trabalho de base junto as comunidades rurais e de sem terras e sindicatos do campo. 

Thaisa Daiane, que já vinha atuando no MPS a algum tempo, desde os primeiros cursos de formação política que fez e na prática vinha coordenado o Núcleo de Base Camponesa, assumiu a coordenação legal do mesmo ontem e garantiu transforma-lo num grande movimento popular e de massa do partido. Os demais dirigentes que se filiaram também se pronunciaram manifestando grande entusiasmo em militar no PSB e a ideia de disputarem as próximas eleições para vereador e prefeito em vários municípios do pais. 

Acilino Ribeiro, secretário nacional do MPS foi bastante elogiado por todos os participantes do ato e considerado o grande articulador do partido junto aos movimentos sociais, tanto pela estreita relação que mantem com a direção e a base da CONTAG como também com as centrais sindicais, os movimentos e organizações da sociedade civil, mas principalmente com as comunidades de base ligadas as igrejas católica e evangélicas e de outras religiões, além de grupos militares nacionalistas, de esquerda e anti-imperialistas com quem sempre manteve uma boa relação e é considerado um interlocutor junto aos partidos de esquerda e que em breve se filiarão ao PSB, dentre diversos outros setores e movimentos de massa existente no país, afirmam dirigentes dessas entidades e do partido. 



Carlos Siqueira, Acilino Ribeiro e Thaisa Daiane foram bastante aplaudidos e cumprimentados em seus pronunciamentos pela base partidária nas redes sociais pelo esforço em transformar o PSB num dos maiores partidos da esquerda brasileira. Centenas de líderes sindicais, de sem terras e movimentos comunitários, ambientalistas, idosos, grupos culturais e esportivos, dentre outros, em mais de 500 municípios brasileiros estão se articulando para se filiarem ao PSB nos próximos dias e militarem no MPS quando Acilino Ribeiro deve viajar para vários estados brasileiros coordenando um grande projeto de formação política apoiado pela Fundação João Mangabeira.
MSF – AGNOT – ZK – 19\02\19: 
Por ZÓBIA SKARTINNI




Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.