Distritais avaliam os 100 primeiros dias do governo Ibaneis Rocha

Líder do governo diz que Ibaneis acabou com lógica do "toma lá, dá cá".

A sessão ordinária da Câmara Legislativa desta quarta-feira (10) foi marcada por pronunciamentos sobre diversos temas. Um deles foi a avaliação dos 100 primeiros dias de Ibaneis Rocha à frente do governo do Distrito Federal. Críticas, elogios e ponderações foram apresentadas por parlamentares da base e da oposição.

O líder da Minoria na Casa, deputado Fábio Felix (PSOL), considerou que o período teve duas "marcas": "A primeira é que o governador falou muito e fez muito pouco; e a segunda é que ele fala manso com os ricos e grosso com os mais pobres". O distrital teceu críticas às recentes derrubadas na Estrutural: "Ele esqueceu que não ia derrubar barraco". E emendou: "As promessas não saíram do papel. Fazer balanço duro significa honrar os compromissos das urnas".

Já o líder do governo na Casa, deputado Cláudio Abrantes (PDT), afirmou ser impossível imaginar que todas as metas seriam cumpridas em 100 dias. "Se houve erros, também aconteceram acertos", afirmou. O distrital listou uma série de medidas tomadas pelo governo no período: "Hoje, não trabalhamos sob a lógica do ‘toma lá, dá cá'. Temos avanços nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento). Visitei três, e estão abastecidas. Na Educação, a gestão compartilhada com militares tem avaliação positiva. Na segurança, tivemos o cumprimento de promessa com a Polícia Civil e a abertura de 100% das delegacias. Além disso, o governo está na rua com o programa SOS". O distrital reforçou não fazer "defesa cega" da gestão de Ibaneis Rocha e garantiu que, além dos "acertos", há "vontade de fazer melhor".

O deputado Hermeto (MDB), por sua vez, também ponderou, em defesa do governo: "Passei oito anos como gestor, em administração regional, e posso dizer que 100 dias é pouco para avaliar qualquer governo ou qualquer ação".

Mandato – O deputado Eduardo Pedrosa (PTC) aproveitou para apresentar um balanço de seus primeiros dias como distrital. Segundo elencou, ele já apresentou 53 projetos, dois dos quais aprovados e um deles sancionado; cinco propostas de emenda à Lei Orgânica; 42 requerimentos de informações para secretarias do governo e 390 indicações de obras e serviços. Presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Ciência, Tecnologia, Meio Ambiente e Turismo, Pedrosa destacou que preside, ainda, quatro frentes parlamentares. "Tenho orgulho de estar na Casa", disse.

Denise Caputo
Fotos: Carlos Gandra/CLDF
Comunicação Social – Câmara Legislativa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.