Ibaneis defende parceria com a sociedade civil para sucesso do GDF

Descontinuidade de mandatos é um problema enfrentado por Brasília, segundo o governador.

Durante seminário promovido pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção, o governador Ibaneis Rocha (E) lembrou da importância dos propósitos coletivos / Foto: Renato Alves/Agência Brasília

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, apontou a parceria com a sociedade civil como um dos caminhos para o sucesso de um governo. No final da manhã desta sexta-feira (10), ele participou do seminário Diálogos CBIC: O Futuro da Minha Cidade e Brasília, promovido pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção. Ao citar os avanços já promovidos pelo GDF em quatro meses de gestão, Ibaneis lamentou a descontinuidade de projetos nas mudanças no Executivo a cada quatro anos de mandato.

Ao assumir o Palácio do Buriti em 1º de janeiro, o governador sentiu os prejuízos da descontinuidade de governos mais presos a ideologias e menos aos propósitos coletivos. “Os projetos em Brasília vinham sendo tratados como de governo, feitos para autopromoção e a curto prazo”, afirmou, ao prosseguir. “A descontinuidade afundou a cidade.”

Ibaneis disse – em um debate transmitido ao vivo pela internet – sempre ter entendido que a proximidade com o setor produtivo, como da construção civil, faz a melhoria de uma cidade. Para ele, a quebra dessa descontinuidade só será possível quando a sociedade civil estiver junto com o governo. “O futuro de Brasília agora está sendo pensado em um plano de desenvolvimento mais amplo e não mais imediato, como normalmente vinham se posicionando os mandatários que antecederam nossa gestão.”

Ações

Em quatro meses de mandato, Ibaneis Rocha tem se empenhado em colocar todos os órgãos e secretarias do GDF em contato com entidades da sociedade civil. O Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico do Distrito Federal é um deles. O governador lembrou de ações feitas até agora, em áreas como educação, segurança pública, meio ambiente e turismo.

Além da implantação da primeira escola bilíngue – uma parceria do GDF com Embaixada da França, e da realização de 22 mil cirurgias em quatro meses, ele falou da redução de lixo enviado aos aterros sanitários e outras medidas para tornar Brasília mais avançada. “Também retomamos o funcionamento 24 horas de todas as delegacias do DF, o que refletiu na redução da criminalidade em quase 40% este ano. Além disso, implantamos a gestão compartilhada nas escolas e estamos aquecendo o turismo ao trazer mais três voos internacionais para a capital e fazer daqui um stopover de voos da TAP que chegam ao Brasil.”

Agência Brasilia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.