Pacientes sendo atendidos pelo Coronavírus em hospital da China. Foto: Reprodução

Ministério da Saúde recebeu notificação da SES-SP. Paciente esteve na Itália 

O Ministério da Saúde e a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo confirmaram neste sábado (29) o segundo caso do novo coronavírus no Brasil.

De acordo com o ministério, o paciente é um homem de 32 anos. Ele chegou na quinta-feira (27) de Milão, na Itália — país com maior número de casos fora da Ásia (leia mais no fim da reportagem).

Ainda de acordo com o ministério, não há “mudanças no cenário nacional”: ainda não existem evidências de que o novo coronavírus esteja circulando em território brasileiro.

Em nota, o ministério informa que o paciente sentiu os sintomas no mesmo dia do retorno ao Brasil: ele relatou febre, dores no corpo e na cabeça. Segundo as autoridades brasileiras, o homem vestiu máscara durante todo o voo de volta a São Paulo.

Na sexta-feira, o paciente procurou atendimento no Hospital Albert Einstein, onde fez exames. O resultado confirmou Covid-19 — nome da doença do novo coronavírus — ainda neste sábado.

Agora, segundo o Ministério da Saúde, o homem está em casa e passa bem. Ele e a mulher — que não apresenta sintomas — estão em isolamento domiciliar, por precaução.

Embora o paciente tenha relatado o uso de máscara no avião, o Ministério da Saúde informou que investiga junto à Anvisa os possíveis contatos próximos do homem durante o voo e em outros locais. As Secretarias de Saúde do Estado e do Município também participam da investigação.

O vírus causa a doença que ganhou o nome de Covid-19 pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Na sexta-feira, o órgão elevou o grau de risco da epidemia do novo coronavírus para ‘muito alto’.

Novo coronavírus no Brasil

O primeiro caso de novo coronavírus no Brasil foi confirmado na quarta-feira (26). De acordo com o Ministério da Saúde, trata-se de um homem de São Paulo que também veio da Itália. O paciente, de 61 anos, foi o primeiro caso da doença no país e em toda a América Latina. Ele está em quarentena domiciliar.

De acordo com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, o primeiro paciente com Covid-19 chegou ao país vindo da Itália. Ele estava assintomático e, depois de alguns dias, procurou um serviço de saúde com sintomas respiratórios. Antes, ele havia participado de uma reunião familiar, o que levou o Ministério da Saúde a colocar 30 pessoas que tiveram contato com ele em observação.

Com informações do MS e G1