#Quartou meus amores, hoje vamos falar um pouco do culto à beleza
 do corpo que estamos expostos todos os dias no qual a nossa
 sociedade nos obriga a seguir tal padrão.

Vivemos hoje com a intensificação da idolatria ao corpo perfeito, onde muitas mulheres têm tido uma grande preocupação com a imagem e a estética. Temos vivido o verdadeiro consumo cultural, no qual tem perpassado todas as classes sociais e faixas etárias no qual discursam que a preocupação está voltada a questão estética, outrora a preocupação é com a saúde.

Mas isso não começou agora, precisamos estudar o passado para compreender o nosso presente, então vamos lá nas sociedades modernas há uma crescente preocupação com o corpo, com a dieta alimentar e o consumo excessivo de cosméticos, impulsionados basicamente pelo processo de massificação das mídias a partir dos anos 1980, onde o corpo ganha mais espaço, principalmente nos meios midiáticos. Foi exatamente nesse período que surgiram as duas maiores revistas brasileiras voltadas para o tema: “Boa Forma” (1984) e “Corpo a Corpo” (1987).

O que mais vemos hoje é na televisão, a veiculação das imagens de corpos perfeitos por meio dos mais variados programas, peças publicitárias, novelas, filmes etc. Isso nos leva a pensar que a imagem da “eterna” juventude, está associada ao corpo perfeito e ideal. O excesso de programas de televisão, revistas e jornais têm dedicado espaços em suas programações cada vez maiores para apresentar novidades em setores de cosméticos, de alimentação e vestuário. Propagandas veiculadas nessas mídias estão o tempo todo tentando vender o que não está disponível nas prateleiras: sucesso e felicidade.

Infelizmente o consumismo desenfreado gerado pela mídia têm focado principalmente nos nossos adolescentes como alvos principais para as vendas, desenvolvendo modelos de roupas estereotipados, a indústria de cosméticos lançando a cada dia novos cremes e géis redutores para eliminar as “formas indesejáveis” do corpo e a indústria farmacêutica faturando alto com medicamentos que inibem o apetite.

Faço uma observação aqui, nós mulheres temos sim que nos cuidar, se sentir bonita e confortável com o nosso corpo, porém o nosso cuidado com o corpo não deve ter o formato ditatorial que a mídia coloca, no dia que aprendi e descobrir a respeitar os limites do meu corpo ali aprendi a me amar mais e comecei a me ver com outro olhar, pois:

Corpo bonito é o corpo que você tem!

Espero que vocês tenham gostado dessa matéria que foi feita com muito carinho para vocês! Quer ver mais conteúdos e vídeos interativos então siga a gente lá no Instagram @blogespacomulherdf, espero você lá. Beijokas

ANNIE