O trabalho será desenvolvido com base nas transformações dentro do mercado feminino e será conduzido por Adriana Moya.

A MOAI realizará um Conselho Estratégico, previsto para a próxima sexta-feira (30), destinado às mulheres empreendedoras, para auxiliá-las em suas tomadas de decisão. O evento busca incentivar ainda mais o crescimento do empreendedorismo feminino no país, O trabalho será desenvolvido com base nas transformações dentro do mercado feminino e será conduzido por Adriana Moya, presidente da Digital Group.

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) realizou uma pesquisa com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), em 2020, para analisar como as empresas reagiram diante da pandemia ocasionada pelo novo coronavírus. De acordo com o levantamento, as empreendedoras se destacaram como profissionais mais ágeis para implementar inovações dentro dos negócios. Além disso, neste ano, houve um aumento 40% de mulheres à frente de empresas.

“A cada ano, a presença feminina ganha mais atenção em diversos setores, devido às mudanças que promove não só na economia, como na lógica da sociedade ao qual estamos inseridos. O Brasil é o 10º país no mundo com mulheres em cargos de liderança, segundo o estudo intitulado ‘Women on the Business 2019” da International Business Report (IBR)’. O material apontou que a presença feminina em cargos de liderança foi global, com crescimento em média de 12% em relação ao ano passado. Pela primeira vez, a proporção em nível Senior passou dos 25%, atingindo 29% ante 24% no ano passado”, informa Adriana.

Na prática, o Conselho Estratégico contará com reuniões mensais, em grupos estruturados de dez grandes empreendedoras e um coordenador altamente qualificado. Ao lado de empresárias experientes, será possível concentrar no que é mais crítico e essencial para o crescimento de um negócio. Essa metodologia, considerada inovadora dentro do mercado, foi desenvolvida para criar um ambiente seguro, onde as profissionais possam compartilhar as suas experiências, apresentando as suas maiores dificuldades e oportunidades.

“Um dos maiores desafios enfrentados por todo empreendedor é transformar uma boa ideia em um negócio próspero. Para investir em seus sonhos, não se pode levar em conta apenas a vontade e a afinidade com o que se pretende fazer. É preciso muito planejamento, uma gestão eficiente e, em tempos de crise, ter capacidade de transformar ou de se reinventar, sendo adaptável às mudanças”, diz Adriana.

No que diz respeito à presença feminina dentro do universo empreendedor, a profissional defende que, ao redor do mundo, a presença da mulher em grandes corporações, liderando equipes e trazendo resultados positivos nas gestões, é sinal de prosperidade. Segundo Adriana, mesmo com o fechamento de milhares de empresas devido ao isolamento social ocasionado pela Covid-19, as mulheres foram responsáveis pelo crescimento do mercado.

“Um negócio próspero impacta positivamente em todas as áreas da economia, na medida em que contribui para inovação de procedimentos e processos, gera mais empregos, novos produtos e riqueza. É esse tipo círculo virtuoso que queremos incentivar cada vez mais, por meio do Conselho Estratégico. Acreditamos no empoderamento, na sororidade e no empreendedorismo feminino como agentes de transformação social. Juntas somos mais fortes e podemos construir um presente e futuro cada vez mais próspero para nossas empreendedoras. Sabemos o quanto é valioso para uma empresária a experiência prática de outra”, informa.

Adriana ainda complementa que aprender com erros e acertos, além de unir esforços, é capaz de potencializar resultados. Para isso, nada melhor do que estar bem assessorada, com um grupo de experientes líderes na troca de experiências e com foco nos principais desafios e dificuldades enfrentadas.
Para as empreendedoras que tiverem interesse em participar da ação, é necessário realizar a inscrição por meio do formulário disponibilizado pela MOAI.