Foto: Rinaldo Morelli/CLDF

Desde o começo desta legislatura, a CLDF já devolveu R$ 144 milhões ao GDF

Com economia de R$ 15,3 milhões do próprio orçamento, a Câmara Legislativa (CLDF) vai destinar recursos para programas sociais do Governo do Distrito Federal (GDF). Do total, R$ 13,5 milhões serão investidos no Programa de Qualificação Profissional e Renovação de Equipamentos Públicos (Renova DF), da Secretaria de Trabalho. Mais R$ 1,8 milhão será encaminhado à Secretaria de Esporte e Lazer para apoio a projetos esportivos. Os valores representam redução de gastos da Casa com manutenção de serviços administrativos, realização de eventos, publicidade institucional, tecnologia da informação entre outros.

A previsão de repasse ao GDF consta em emendas da Mesa Diretora ao Projeto de Lei 2.052/2021, aprovado nesta terça-feira (18), que abre crédito especial à Lei Orçamentária Anual do DF. De acordo com o presidente da CLDF, Rafael Prudente (MDB), a economia dos recursos reflete o aprimoramento da eficiência de gestão da Casa.

“Mais um passo da Mesa Diretora com o compromisso de produzir mais com menos custos. Estou feliz por ajudar a devolver recursos que serão aplicados num programa importante que vai qualificar milhares de trabalhadores”, comemorou.

Desde o começo desta legislatura, a CLDF já devolveu R$ 144 milhões ao GDF, sendo R$ 57,4 milhões em 2019; R$ 70,2 milhões em 2020; e R$ 16,3 em 2021.

Crédito Especial

O crédito especial aprovado em plenário também destina R$ 9 milhões, em favor da Companhia de Planejamento do Distrito Federal – Codeplan, destinado à contratação de serviços de comunicação corporativa; R$ 290 mil em favor do Fundo de Apoio e Assistência ao Idoso, para a aquisição de equipamentos de proteção individual e materiais de limpeza para as instituições de longa permanência; R$ 300 mil em favor da administração de Sobradinho II, destinado a execução de obras de pavimentação com blocos, na localidade do Mirante da Serra, e o restante para outras ações do GDF.

O programa Virando o Jogo na Educação, que visa o enfrentamento de índices de evasão e reprovação com ações voltadas para esporte, cultura e ciência, recebeu R$ 50 mil.

Mario Espinheira - Agência CLDF