Ibaneis parabenizou nova comandante-geral e destacou papel das mulheres nesta gestão

Troca do comando na PMDF. À esquerda, comandante-geral Ana Paula Barros Habka, ao lado do comandante substituído Adão Teixeira de Macedo. Ao centro, governador Ibaneis Rocha - (crédito: Letícia Mouhamad/CB/D.A.Press)

Sorrisos e agradecimentos marcaram a passagem de comando da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), na qual a coronel Ana Paula Barros Habka assume o cargo de comandante-geral da corporação.

A cerimônia ocorreu na manhã desta quarta-feira (7/2), na Academia de Polícia Militar de Brasília, no Setor Policial Sul, e contou com a presença do governador Ibaneis Rocha (MDB), da vice-governadora Celina Leão (PP), do secretário de Segurança Pública Sandro Avelar e deputados federais e distritais. O coronel substituído Adão Teixeira de Macedo também esteve presente.

Ao discursar, a comandante-geral agradeceu ao governador pela confiança depositada e à vice-governadora por acreditar em seu desejo de conduzir a corporação com "um olhar mais humano e com o amor materno", ressaltou.

"Esta conquista traz singular relevância para mim, pois não carrego apenas a responsabilidade de nortear os rumos dessa gloriosa instituição, mas também sou responsável por conduzir uma inestimável herança de valores e tradições enraizadas na minha história", declarou Ana Paula.

Ao agradecer à família, a comandante lembrou que o pai, coronel Chagas, antigo soldado da instituição, estaria aniversariando nesse sete de fevereiro. "Rendo toda a minha gratidão a este legado que eles (pai e mãe) souberam construir", disse Ana.



À tropa, a coronel destacou o empenho em todas as missões. "Nunca duvidem de sua capacidade de superação e resiliência, pois estaremos todos os dias obstinados a entregar sempre os melhores resultados"

Ibaneis, em seu discurso, frisou que todos os setores do governo estão trabalhando juntos pela população do DF e disse que o novo concurso em andamento da PMDF tem previsão de contratar pelo menos dois mil policiais militares. Ao dirigir-se à Ana Paula, o governador a parabenizou e lembrou do importante dever de combate ao feminicídio.

"Desejo que Ana Paula tenha êxito em sua missão, e eu tenho convicção disso porque confio no trabalho por ela realizado. Tenho certeza de que será uma excelente gestão" finalizou.

Nova gestão

A troca de comando-geral foi anunciada no início de janeiro pelo secretário de Segurança Pública, Sandro Avelar, após decisão acertada com o governador. Com 30 anos na corporação, a coronel Ana Paula foi a subcomandante da PM, ou seja, a 02.

Ela foi chefe do Estado-Maior, da Companhia do Batalhão de Operações Especiais, juíza Militar na Auditoria Militar do Distrito Federal e Chefe de Segurança da vice-governadoria da Casa Militar do Distrito Federal.

Pela primeira vez na história do país, as forças de segurança pública têm duas comandantes das corporações militares, pois a coronel Mônica de Mesquita Miranda continua no cargo pelo Corpo de Bombeiro Militar (CBMDF)