Eleições | Urnas eletrônicas são atualizadas e lacradas

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) começou o processo de habilitação das urnas eletrônicas para o segundo turno no Distrito Federal. A atualização ocorre para excluir as vagas de candidatos já eleitos e manter apenas a possibilidade de votar em quem segue na disputa para governador e presidente da República. O número de urnas preparadas pelo TRE é o mesmo usado no primeiro turno: 6.732. A diferença é que as 82 máquinas que apresentaram defeito em 7 de outubro não voltarão para as sessões eleitorais, elas já foram substituídas pelas urnas de contingenciamento, usadas como reservas em casos de emergência.

Fonte; Alô Brasília

Prazo para Telematrícula da rede pública termina hoje no DF

Com o fim do prazo para a realização da telematrícula, a Secretaria de Educação (SEEDF) começa a demonstrar preocupação com a baixa procura por vagas. O número mais atualizado de inscrições é de 22.383. A pasta teme que a demora por parte dos interessados faça com que as escolas tenham de lidar com longas filas no início do ano que vem. Os cerca de 22 mil alunos que fizeram a inscrição de forma antecipada, por telefone ou via internet, constituem número considerado baixo. Em comparação ao período de matrículas para o ano letivo de 2018, quando 33.986 estudantes utilizaram o sistema, o montante caiu quase 37%. Para o registro on-line, é necessário que o aluno tenha CPF. Além disso, ele ou o responsável devem fornecer dados, como nome completo e sem abreviações, a série, o CEP da residência do aluno ou do trabalho dos responsáveis.

SERVIÇOS E ATENDIMENTOS AOS PAIS:

Educação infantil e ensinos fundamental e médio Telematrícula (156), até hoje (23/10) Site www. se.df.gov.br, até 31/10 Creches (crianças de 0 a 3 anos) Telematrícula (156), o ano inteiro, 24h/dia.

REMANEJAMENTO

Na própria escola, a partir desta segunda-feira (22/10) a 1º de novembro

RESULTADOS

Pelo site www.se.df. gov.br, a partir de 20/12

Fonte: Alô Brasília

Mudança automática para horário de verão fecha agência de banco no DF e provoca fumaça

Alarme disparou depois que as portas do banco travaram antes da hora, relatam bombeiros. Não houve chamas nem vítima.

Por G1 DF e TV Globo

Fumaça sai de agência bancária em Planaltina — Foto: Reprodução

O sistema de segurança de uma agência da Caixa, em Planaltina, no Distrito Federal, foi acionado automaticamente, provocando uma fumaça que podia ser vista saindo do prédio. Segundo o Corpo de Bombeiros, o disparo do alarme da unidade ocorreu por causa de uma mudança indevida do banco para o horário de verão, na noite de segunda-feira (23).

O caso ocorreu por volta das 21h20, perto do terminal rodoviário da região. Ainda de acordo com o Corpo de Bombeiros, a fumaça foi gerada pelo sistema de segurança da agência.

O alarme disparou depois que as portas do banco travaram antes da hora, por causa da mudança automática do horário, ainda segundo os bombeiros.

Os bombeiros tiveram de fazer um procedimento de "ventilação" no local, para retirar a fumaça. Não houve chamas nem vítimas. Não há informação sobre a quantidade de pessoas que estavam no local no momento.

Bombeiros atendem ocorrência de fumaça disparada em banco de Planaltina — Foto: Reprodução

Horário de verão

Neste ano, o início do horário de verão coincide com o primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem): o domingo de 4 de novembro. A decisão foi divulgada na noite de segunda-feira (15) pelo governo federal, depois do anúncio de que o horário de verão seria adiado por duas semanas para evitar confusões com os candidatos do Enem 2018.

Isso quer dizer que, à meia-noite de sábado (3) para o domingo (4), os moradores de dez estados e do Distrito Federal deverão adiantar o relógio em uma hora. Assim, os moradores dos demais estados do Brasil ficarão uma hora a menos em relação ao fuso horário anterior.

Fonte: G1 DF.

Chama Eterna da Democracia é reacesa na Praça dos Três Poderes

Por Pedro Peduzzi

Um símbolo da liberdade e da democracia pós- ditadura militar voltou a integrar a paisagem da Praça dos Três Poderes, em Brasília.Após dois anos apagada, a Chama Eterna da Democracia, na Pira do Panteão da Pátria, foi reacesa na noite de ontem (22).

Inaugurada em 1986, a pira foi interditada em agosto de 2016 devido a um vazamento de gás. A reforma do sistema de armazenamento de gás, que passou a ser subterrâneo, custou R$ 149,7 mil.

A intervenção inclui, ainda, a troca tubulação para transporte de gás liquefeito de petróleo (GLP), a substituição de pedras quebradas e a limpeza do revestimento da base.

Para ser implementado, o projeto da reforma precisou ser aprovado pelos órgãos distrital e federal de preservação, pela Secretaria de Cultura do Distrito Federal e pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

De acordo com a Secretaria de Cultura, esta é a primeira vez que a pira passa por um procedimento completo de reforma, desde a inauguração do Panteão da Pátria.

“Os reparos vão se traduzir em mais segurança e eficiência ao sistema de acendimento da chama, preservando a estética original do monumento tombado como símbolo da liberdade e da democracia brasileira”, informou, por meio de nota, a secretaria.
Fonte: NBN Brasil

Saúde | Causas para dor de garganta e febre

Quantas vezes você já deixou de fazer algo importante ou divertido por que estava com dor de garganta e febre?

Esses sintomas são muito comuns no dia a dia, porém, nem todo mundo conhece todas as suas possíveis causas.

Não são só gripes e resfriados que podem causar dificuldade de engolir ou elevar a sua temperatura.

Além de doenças comuns e sem gravidade existem outros quadros clínicos que podem ter esses sintomas.

Exatamente por isso é que não se deve automedicar, consultar um médico é essencial para descartar todas as demais possibilidades encontrando o tratamento mais assertivo.

Que tal conhecer as principais causas desses incômodos cotidianos?

Veja Também: 6 remédios caseiros anti-inflamatórios: dor de garganta, muscular e tendinite
Principais causas de dor de garganta e febre

Infecções de origem viral

Como foi citado acima a dor de garganta acompanhada de febre pode resultar de infecções virais, a seguir listamos as principais:
– Resfriados

Causados por Rinovírus tem a dor de garganta como um dos seus principais sintomas, a febre é menos frequente em adultos nesse tipo de infecção.

Veja: Remédio caseiro: xarope natural contra o resfriado, tosse e gripe
– Gripes

Resultantes de infecção por vírus da família Influenza têm na febre um dos seus principais sintomas, a dor de garganta pode ou não se manifestar.

Veja: Os 5 melhores remédios naturais para combater a gripe
– Amigdalite

Recebe esse nome a inflamação das amigdalas que se caracterizam por dor de garganta assim como por inchaço e vermelhidão local.

Muitos casos tem origem viral.

– Faringite

Trata-se da inflamação da faringe que quase sempre é viral, nesse caso o indivíduo tem grande dificuldade para engolir e falar.

A sensação é a de que a inflamação está situada atrás da língua.

– Faringoamigdalite

A faringe e as amigdalas ficam muito próximas anatomicamente de maneira que quando uma inflama a outra pode acabar inflamando junto.

Quando isso ocorre se tem um quadro de Faringoamigdalite.

– Laringite

A inflamação da laringe, na maior parte dos casos, é de origem viral podendo ser aguda (de tempo curto) ou crônica (prolongada).

Seus principais sintomas são rouquidão e tosse, ou seja, incomoda muito com dor de garganta além de episódios de febre em alguns casos.

– Parotidite infecciosa

Uma infecção causada por vírus que age sob as glândulas salivares, a prevenção se dá através da vacinação.

Dentre os sintomas estão dor de cabeça, febre, redução do apetite e fadiga.

– Mononucleose

Causada pelo vírus Epstein-Barr é conhecida popularmente como doença do beijo por ser transmitida por meio da saliva.

Os sintomas incluem além de dor de garganta e febre sensação de fadiga extrema e dificuldades para engolir.

Fonte: Site de Beleza e Moda

Mulher assume maior comando do Exército dos EUA pela 1ª vez na história

Tenente-General Laura Richardson comandará de forma interina divisão conhecida como Forscom, com mais de 870 mil pessoas, até que Senado confirme novo titular do cargo.

WASHINGTON - A participação das mulheres no Exército dos Estados Unidos é antiga, com registros históricos que estimam entre 400 e 700 as que combateram - ainda que disfarçadas de homem - durante a Guerra de Independência (1775-1783). 


Oficialmente, no entanto, a primeira unidade feminina nas Forças Armadas americanas só foi estabelecida em 1942, com a criação de um Corpo Auxiliar para o treinamento das oficiais - responsável por formar mais de 150 mil soldados mulheres para a 2ª Guerra. 


Tenente-general Laura Richardson, primeira mulher a assumir maior comando das Forças Armadas americanas Foto: William C. Bunce / U.S. Army

Em todos esses anos, no entanto, nenhuma mulher jamais havia liderado o maior comando das Forças Armadas americanas, conhecido como Forscom. Essa história mudou nesta quarta-feira, 17, quando a Tenente-General Laura Richardson passou a responder por essa equipe de 776 mil militares e 96 mil civis.

Este momento único para os militares americanos não é o primeiro na carreira de Laura, que atua no Exército há 32 anos. Em 2012, ela também foi a primeira mulher a assumir o vice-comando da Primeira Divisão de Cavalaria, que carrega o título de “Primeiro Time” americano.

Cinco anos depois, foi promovida novamente e passou a ocupar o vice-comando da Forscom - mais uma vez, com o status de primeira oficial do sexo feminino na posição. A divisão era liderada pelo General Robert B. Abrams, que deixou o posto na terça-feira para chefiar as tropas americanas na Coreia do Sul.

Apesar da conquista histórica, o cargo de Laura Richardson ainda não é definitivo. Em entrevista ao canal CNN, o diretor de relações públicas do Forscom, Coronel Michael Lawhorn, afirmou que ela vai acumular os cargos de vice-comandante e comandante interina até que o substituto de Abrams seja nomeado e confirmado pelo Senado.

Lawhonrn disse ainda que Laura está na lista de oficiais cotados para assumir o comando de forma definitiva e que sua liderança provisória não deve ser breve. Os prazos para nomeação e confirmação do sucessor de Abrams não foram divulgados.

Fonte: O Estado de S.Paulo

A partir desta terça, eleitores só poderão ser presos em flagrante

A partir de amanhã (23), cinco dias antes do segundo turno das eleições 2018, nenhum eleitor poderá ser preso ou detido. A exceção ocorre apenas em casos de flagrante delito e ainda se houver sentença criminal condenatória por crime inafiançável ou desrespeito a salvo-conduto. A determinação está prevista no artigo 236 do Código Eleitoral.

A terça-feira também é o prazo final para que os representantes dos partidos políticos e coligações, a Ordem dos Advogados do Brasil e o Ministério Público peçam verificação das assinaturas digitais do Sistema de Transporte de Arquivos da Urna Eletrônica, do Subsistema de Instalação e Segurança e da Solução JE-Connect, instalados nos equipamentos da Justiça Eleitoral que serão utilizados no segundo turno.

Os tribunais regionais eleitorais também têm até essa data para divulgar, na internet, os pontos de transmissão de dados que funcionarão em pontos distintos do local de funcionamento da Junta Eleitoral.

O segundo turno das eleições ocorre no próximo dia 28 de outubro em todo o Brasil e mais 99 países, para a escolha do próximo presidente da República. Em 13 estados e no Distrito Federal, os eleitores também terão que definir o governador que irá comandar os Executivos locais nos próximos quatro anos. Em 19 municípios serão realizadas as chamadas eleições suplementares para a escolha de novos prefeitos e vice-prefeitos.
Fonte: NBN Brasil

Chegou a hora do planejamento tributário – veja orientações

A crise está afetando grande parte das empresas e nessa hora a palavra de ordem é redução de custos. Contudo, uma forma deixar os gastos menores que poucas empresas aplicam corretamente é o planejamento tributário. Sendo que estudos apontam que as empresas pagam até 34% de tributos sobre o lucro, mas todo empresário sabe que esses valores se mostram muito maiores se forem consideradas outras questões como encargos trabalhistas, taxas e outras obrigatoriedade.

Assim, se uma empresa pretende sobreviver à crise, é fundamental a contratação de uma contabilidade que possibilite o melhor planejamento tributário. Sendo fundamental buscar reduções dentro de acordo com as frequentes alterações tributárias às quais as empresas devem se adaptar no país, administrando melhor seus tributos, obtendo maior lucratividade no seu negócio.

Segundo o diretor executivo da Confirp Contabilidade Richard Domingos, “o planejamento tributário é o gerenciamento que busca a redução de impostos, realizados por especialistas, resultando na saúde financeira. Com a alta tributação no Brasil além de terem de enfrentar empresas que vivem na informalidade, várias empresas quebram com elevadas dívidas fiscais. Assim, é salutar dizer que é legal a elisão fiscal “.

Quais os principais tipos de tributação?

São três os principais tipos de tributação: Simples Nacional, Presumido ou Real. O diretor explica que “a opção pelo tipo de tributação que a empresa utilizará no próximo ano fiscal pode ser feita até o início do próximo ano, mas, as análises devem ser realizadas com antecedência para que se tenha certeza da opção, diminuindo as chances de erros”. Importante ressaltar que cada caso deve ser analisado individualmente, evidenciando que não existe um modelo exato para a realização de um planejamento tributário já que existem várias variáveis.

Entenda melhor os tipos de tributação

Simples Nacional – é um sistema simplificado e compartilhado de arrecadação, fiscalização e cobrança direcionado para a sobrevivência das micro e pequenas empresas. Para isso, oferece vantagens, como administração mais simples e redução dos valores a seres recolhidos (na maioria dos casos). É ideal para os empresários com altas ou médias margens de lucro e despesas baixas e que possui o consumidor como seu alvo final. Contudo, existem uma série de regras para que se possa enquadrar nessa condição.

Lucro presumido – é um tipo de tributação simples no qual se define a base do cálculo do imposto de renda dos empresários que não têm a obrigação de ser apurado por meio do lucro real. Com o valor do lucro presumido se realiza um cálculo das contribuições federais e dos impostos. Esse sistema é interessante para empresas que possuem as margens reduzidas de lucro, folha salarial de valor baixo, menores despesas operacionais.

Lucro real – nesse sistema tributário é considerado o lucro líquido que engloba o período com ajuste de exclusões, adições, além de compensações descritas ou com a autorização da legislação fiscal. Sendo indicado a que possui lucro menor a 32% da receita bruta. Assim é interessante para as empresas de grande porte com as margens de lucro reduzidas, folha de pagamento baixa, despesas altas, como fretes, energia elétrica, locações e não depende do consumidor. O lucro real é obtido a partir do devido cálculo das contribuições federais e dos impostos, sendo necessário ter uma rígida escrituração contábil, lembrando que os custos devem ser comprovados com o objetivo da realização de uma compensação ou uma dedução.

Como se faz um planejamento tributário?

“De forma simplificada, num planejamento tributário se faz a análise e aplicação de um conjunto de ações, referentes aos negócios, atos jurídicos ou situações materiais que representam numa carga tributária menor e, portanto, resultado econômico maior, normalmente aplicada por pessoa jurídica, visando reduzir a carga tributária”, explica Domingos.

Alguns cuidados são fundamentais para que não se confunda elisão fiscal (Planejamento Tributário) com evasão ilícita (sonegação), pois neste último caso o resultado da redução da carga tributária advém da prática de ato ilícito punível na forma da lei.

Quais os riscos em um planejamento tributário?

“Na ânsia de realizar um planejamento tributário, muitas vezes o empresário se esquece de preocupações básicas para se manter dentro da lei. Para evitar a evasão ilícita, existe lei que possibilita que a autoridade administrativa desconsidere os atos ou negócios jurídicos praticados com a finalidade de dissimular a ocorrência do fato gerador do tributo, para que não haja”, alerta o diretor executivo da Confirp.

Outro cuidado do empresário é ter em mente que o planejamento tributário é meio preventivo, pois deve ser realizado antes da ocorrência do fato gerador do tributo. “Um exemplo deste tipo de ação é a mudança da empresa de um município ou estado para outro que conceda benefícios fiscais”, detalha Richard Domingos.

Por fim, a valorização dos contadores e advogados das empresas é fundamental para a realização de um planejamento adequado, principalmente por serem eles as pessoas que tem contato mais próximo com a realidade da empresa e com questões judiciais, podendo repassar essas informações para a empresa com maior correção.

Fonte: NBN Brasil

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.