Diretor do Hospital da Criança é afastado novamente de suas funções

Foto: Tony Winston - Agência Brasília

Por suspeita de irregularidades nos contratos de gestão firmados entre a Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal - SES/DF e o Instituto de Câncer Infantil e Pediatria Especializada – ICIPE, com a finalidade de gerir o Hospital da Criança de Brasília -HCB, o Tribunal de Justiça do DF e dos Territórios - TJDFT determinou, pela segunda vez, o afastamento do diretor do HCB, Renilson Rehem de Souza, por 90 dias. A decisão foi dada nessa quarta-feira, 5/4, pela 2ª Turma Cível, em grau de recurso.

Rehem, superintendente executivo do Hospital da Criança de Brasília, é acusado de suposta conduta de “inércia frente aos fatos, decorrente do dever de moralidade exigida e a conduta de exigir reajustamento sem justificativa”. Para o MPDFT, ele estaria dificultando os trabalhos da CPI da Saúde de 2016, em trâmite na Câmara Legislativa do Distrito Federal.

Entenda o caso:

Em novembro de 2016, em decisão liminar, o juiz da 3ª Vara da Fazenda Pública do Distrito Federal determinou o imediato afastamento de Renilson do cargo de diretor do Hospital da Criança de Brasília, pelo prazo de 90 dias, podendo ser prorrogado, e obrigou o Distrito Federal a indicar, em 5 dias, outro servidor efetivo e idôneo, com experiência em gestão hospitalar, para ocupar temporariamente o referido cargo. O GDF recorreu da decisão e Rehem foi reconduzido à superintendência do hospital.
Alô

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo