DF tem 4.275 casos prováveis de dengue desde o início de 2017

Segundo boletim epidemiológico da Saúde, incidência permanece baixa na maioria das regiões administrativas. Dez delas — das 31 — concentram 76% dos registros da doença.

A Secretaria de Saúde registrou 4.275 casos prováveis de dengue desde o início do ano, de acordo com o boletim epidemiológico nº 32.

Do total de pacientes, 3.780 moram no Distrito Federal e 495, em outras unidades da Federação. Segundo a análise da pasta, a taxa de incidência da doença permanece baixa na maioria das regiões administrativas.

No entanto, Estrutural e Fercal apresentaram índices acima de 100 casos por 100 mil habitantes em maio e em junho.

A maioria dos registros concentra-se na faixa etária de 20 a 49 anos (56%). Em seguida, vêm os grupos com até 19 anos (26%) e de 50 a mais de 80 anos (18%). Crianças menores de 5 anos representam 6% dos casos.

Das 31 regiões administrativas, as que concentram o maior número de casos prováveis (2.878) — 76% do total — são: Planaltina, Ceilândia, Samambaia, Gama, São Sebastião, Santa Maria, Taguatinga, Recanto das Emas, Estrutural e Guará.

Desde o início do ano, identificaram-se 12 ocorrências graves e sete óbitos por dengue em residentes do DF. No mesmo período de 2016, houve 41 registros graves e 22 óbitos.
Febre chikungunya e zika vírus

O informativo da Saúde também aponta 130 casos prováveis da febre chikungunya — 106 de moradores no DF e 24 de outras unidades federativas — e 71 da doença aguda causada pelo zika vírus. Desses, 51 foram de pacientes que moram no DF e 20, em outras unidades da Federação.

Veja a íntegra do Informativo Epidemiológico Dengue, Chikungunya e Zika nº 32.

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo