Cautelosas: das 256 mortes no trânsito do DF em 2017, 47 eram mulheres

Shutterstock

Em 2016, foram 72 mulheres mortas contra 318 homens

No Distrito Federal, o contingente de mulheres habilitadas chega a quase 40% do total de 1.702.456 condutores de todo o DF. Elas são 668.524 motoristas e as estatísticas mostram que estão longe de serem vilãs no trânsito. Dos 366 condutores envolvidos em acidentes com morte no ano passado, 300 eram homens e somente 48 eram do sexo feminino, ou seja, 13%.

Historicamente, a parcela de mulheres mortas em acidentes de trânsito é bastante inferior ao número de homens. Em 2017, por exemplo, das 256 pessoas mortas em acidentes, 47 eram do sexo feminino (18%), contra 209 do sexo masculino. Em 2016, foram 72 mulheres mortas contra 318 homens.

Entre as mulheres mortas no trânsito, em 2017, 20 eram pedestres, 17 eram passageiras e as demais eram ciclistas, motociclistas ou motoristas. A maioria das vítimas possuía entre 20 e 29 anos e entre 40 e 49 anos. Já em 2016, as mulheres acima dos 60 anos foram a maior parte das mortas no trânsito.

O diretor-geral do Detran, Silvain Fonseca, considera que as mulheres são mais cautelosas no trânsito. “Em muitas vezes, no trânsito, elas são vítimas.”

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.