Viveiro do Lago Norte comemora três anos com programação festiva no sábado (30)

A partir das 8h30, haverá exposição fotográfica sobre as nascentes e plantios da região, aula de alongamento e atividades para as crianças.

O Viveiro Comunitário do Lago Norte, na QL 4/6, faz aniversário em 3 de julho. Para comemorar os três anos de existência, uma série de atividades gratuitas está programada para sábado (30), das 8h30 às 13 horas.O Viveiro do Lago Norte foi criado com o propósito de recuperar nascentes, reflorestar áreas verdes, restaurar ecossistemas degradados e promover educação ambiental. Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Especialmente para as crianças, haverá oficinas de confecção de pipas com material reciclado, de desenho e de papel machê.

Para Marcos Woortmann, administrador regional do Lago Norte, o evento é sobretudo uma forma para que mais pessoas conheçam o trabalho do viveiro e, aquelas que já participam, possam se encontrar.

“São pessoas muito engajadas, muito atuantes. Quando elas entendem que não estão sozinhas, redes se formam, e o movimento floresce”, acredita.

A programação inclui:
Exposição fotográfica das nascentes e dos plantios feitos na região
Exposição de artesanato
Aula de alongamento
Feira de troca de sementes e mudas
Exposição das atividades dos escoteiros
Confecção de iscas para abelhas sem ferrão
Oficina de reprodução de bambu
Praça de alimentação
Comunidade participará do Virada do Cerrado

Com o aniversário do viveiro, a comunidade também participará da Virada do Cerrado, que neste ano tem como tema central a coleta seletiva e a gestão de resíduos sólidos no Distrito Federal. Por isso, atividades socioambientais e educativas serão feitas durante o evento.

De acordo com a Secretaria do Meio Ambiente, a iniciativa ocorre em 29 e 30 de junho, em várias regiões administrativas, e encerram as atividades da campanhaJunho Verde, criado em alusão ao Dia Mundial do Meio Ambiente (5 de junho).

A Virada do Cerrado é um programa colaborativo promovido pela Secretaria do Meio Ambiente em parceria com instituições e administrações espalhadas pelo DF.
Em três anos, viveiro distribuiu mais de 120 mil mudas gratuitamente

O Viveiro do Lago Norte foi criado com o propósito de recuperar nascentes, reflorestar áreas verdes, restaurar ecossistemas degradados e promover educação ambiental. Ele ainda visa atender a demandas de plantio de espécies do Cerrado nos parques do DF.
60 milNúmero de mudas produzidas por ano pelo viveiro

No local, são produzidas aproximadamente 60 mil mudas por ano para doação e plantios de reflorestamento em uma área de 639 metros quadrados, cedida pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap).

Desde 3 de julho de 2015, já foram distribuídas gratuitamente cerca de 123 mil mudas de árvores e plantadas outras 17 mil em matas ciliares, nascentes e cabeceiras, por meio de mutirões com a comunidade, em apoio a projetos de reflorestamento e em hortas urbanas.

Fonte: Agencia Brasília

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.