Setembro Verde reforça a importância da prevenção do câncer de intestino


Alguns hábitos como tabagismo, alcoolismo, sedentarismo e consumo excessivo de alimentos industrializados podem ser o gatilho para o desenvolvimento do câncer de intestino. Segundo levantamento do Instituto Nacional do Câncer (INCA), em 2018, estima-se 17.380 novos casos de câncer de cólon e reto em homens e 18.980 em mulheres. 

Segundo a oncologista Regina Vital, do Hospital do Câncer Anchieta, em seu estágio inicial, o câncer de intestino pode ser silencioso e assintomático, sendo que as chances de desenvolver a doença aumentam após os 50 anos. Por isso, é muito importante a prevenção. 

“O exame de colonoscopia é um grande aliado para a prevenção do câncer de intestino e deve ser feito após os 50 anos. É essencial considerar também o histórico familiar, neste caso, o exame deve ser realizado antes”, destaca a oncologista. 

A oncologista também reforça que o câncer de intestino pode ser prevenido e algumas medidas como acompanhamento médico, uma vida ativa, dieta balanceada com ingesta de fibras, frutas e legumes também contribuem para a diminuição do risco de desenvolver a doença. 

Sintomas 

Embora a doença seja silenciosa, alguns sinais de alerta precisam ser investigados. Alguns sintomas mais comuns são: 

Sangramento nas fezes 

Anemia 

Desconforto abdominal 

Náuseas 

Vômitos 

Mudanças nos hábitos intestinais 

Dificuldade para evacuar ou diarreia 

Fezes pastosas e de cor escura


© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.