NOVEMBRO AZUL | Tratamentos para câncer de próstata e de testículos podem causar infertilidade

Resultado de imagem para Congelamento de sêmen preserva a fertilidade de homens que serão submetidos a tratamentos de câncer
De acordo com dados do INCA, o câncer de próstata é o segundo tipo de tumor que mais acomete homens no Brasil. Para 2018, a estimativa é de mais de 68 mil novos casos da doença no país. Quando diagnosticado precocemente, o câncer de próstata tem até 90% de chance de cura. Um dos efeitos colaterais do tratamento da doença é a infertilidade. “Embora o câncer de próstata não seja diretamente responsável pela infertilidade masculina, os tratamentos de quimioterapia e radioterapia podem comprometer a fertilidade do homem”, declara o médico Vinicius Medina Lopes, especialista em Reprodução Humana e diretor do Instituto Verhum. Ao ser diagnosticado com esse tumor, o homem que ainda deseja ter filhos deve ser orientado a preservar sua fertilidade antes de iniciar o tratamento “Recomenda-se que o homem ao ser diagnosticado com a doença busque um serviço de reprodução assistida para congelar seu sêmen e preservar sua fertilidade, uma vez que a quantidade e a qualidade do sêmen podem ser afetados pelo tratamento”, explica Jean Pierrre Barguil Brasileiro, especialista em Reprodução Humana e diretor do Instituto Verhum.

Nos casos em que há a indicação da prostatectomia radical, retirada cirúrgica da próstata e das vesículas seminais, o homem perde a capacidade de reproduzir pelas vias naturais, uma vez que a cirurgia corta a ligação entre os testículos, onde o esperma é produzido, e a uretra. “O esperma ainda é produzido, mas a ejaculação fica comprometida. Então, nesse caso, a Fertilização in Vitro (FIV) é a alternativa mais indicada para que o homem acometido por um câncer de próstata consiga ter filhos posteriormente. Na FIV, os espermatozoides são retirados diretamente do testículo através de punção testicular e injetados dentro dos óvulos”, esclarece Vinicius Medina Lopes.

Já o câncer de testículos, apesar de ser menos frequente, é o tipo de tumor que mais acomete homens mais jovens em idade produtiva, sendo comum entre 15 e 50 anos de idade. “O câncer de testículo e o tratamento podem comprometer a qualidade do sêmen e deixar o homem infértil”, diz Jean Pierre Barguil Brasileiro. “São pacientes jovens, que depois de tratados vão levar uma vida normal e é fundamental que eles sejam orientados pelo médico antes de iniciar o tratamento. O congelamento de sêmen é uma opção que deve ser considerada antes de o tratamento do câncer ser iniciado”, esclarece Vinicius Medina Lopes.

Sobre o Instituto Verhum

Referência nacional na área de Reprodução Assistida, o Instituto é dirigido pelos médicos Jean Pierre Barguil Brasileiro e Vinicius Medina Lopes. Para garantir atendimento integral aos casais inférteis, o serviço conta com uma equipe médica altamente qualificada nas especialidades de reprodução assistida, andrologia, ginecologia geral e obstetrícia, genética, ginecologia oncológica, psicologia, ultrassonografia e endoscopia ginecológica. Desde sua fundação, há 11 anos, o Instituto já tem registrado centenas de bebês nascidos através de procedimentos de reprodução assistida, como a inseminação e a fertilização in vitro.

Com sede localizada no Lago Sul, em Brasília, o Instituto Verhum tem unidades de atendimento também na Asa Norte e Asa Sul e aposta no atendimento humanizado através de um ambiente acolhedor e uma equipe multidisciplinar atenta a todos os detalhes, para transmitir confiança, segurança e discrição. O serviço investe no que existe de mais atual e seguro nos tratamentos de reprodução humana, com equipamentos de última geração, aliando os conceitos de modernidade e inovação.

Carol Campos
Assessoria de Imprensa
(61) 98239-2806
(71) 98718 - 8587 (Whatsapp) 
Site: www.carolcampos.com.br


© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.