Escola da Estrutural comemora volta às aulas com novidade

Vice-governador e outras autoridades participaram da solenidade no Centro Educacional 1, que marcou o início da gestão compartilhada na unidade escolar. Pais e alunos estão confiantes no sucesso da medida
AGÊNCIA BRASÍLIA

Militares serão responsáveis por questões administrativas e disciplinares. No contraturno, alunos terão aulas de musicalização, ética e cidadania. Fotos: Renato Alves/Agência Brasília

A abertura do ano letivo no Centro Educacional 1 da Estrutural, uma das quatro escolas a adotar o regime de gestão compartilhada, foi em clima de comemoração, nesta segunda-feira (11/02). A solenidade teve direito à apresentação da Banda da Polícia Militar do Distrito Federal, hasteamento de bandeira e formação de filas de alunos.

“O corpo docente, de modo geral, precisava de ajuda. Estamos felizes com a chegada dos policiais militares. Por muito tempo, tivemos de lidar com a falta de honestidade, honra, respeito e disciplina. Agora, com a presença dos policiais, vamos resgatar esses valores em toda a comunidade”, comemorou a professora do 6º e 7º ano, Leila Firmino.

A cerimônia de início das aulas no CE 1 da Estrutural contou com a presença do vice-governador, Pacco Brito, que disse estar confiante no novo modelo de ensino. “Estamos muito confiantes e a população também está. Por onde a gente passa a população pede para que criemos outras unidades. Por determinação do governador, até o final do ano, queremos levar esse projeto para cerca de 40 escolas”, afirmou.

Outras medidas para melhorar o desempenho escolar devem ser anunciadas nos próximos dias. Segundo o secretário de Educação, Rafael Parente, a pasta deve criar novos programas para dinamizar e modernizar o ensino nas escolas públicas. “Estamos terminando obras de recuperação em 200 escolas e vamos focar no pedagógico. Para isto, criaremos um sistema próprio da nossa rede e vamos reestruturar a escola de formação e aperfeiçoamento de professores e gestores. Essas e outras medidas vamos anunciar nos próximos dias”, enumera.

Também estiveram presentes à solenidade de retorno às aulas, o secretário de Segurança Pública, Anderson Torres; a comandante da PMDF, Coronel Sheyla Sampaio; o comandante do Corpo de Bombeiros, Coronel Carlos Emilson; os deputados distritais Roosevelt Villela (PSB) e Hermeto (PHS); e a deputada federal Paula Belmonte (PPS); entre outros secretários de governo.

Aprovação

A gestão compartilhada é novidade no Distrito Federal, mas já agrada a comunidade escolar. “Estou amando. Porque vai mudar demais a vida da minha filha. Tenho certeza que ela vai aprender mais”, afirma Inácia Sousa Santos, mãe da Marcelly, aluna do 6ºano.Mãe e filha estão confiantes no novo modelo de gestão compartilhada no Centro Educacional 1 da Estrutural. Foto: Renato Alves/Agência Brasília

Durante o momento cívico no primeiro dia de aula, foi a filha de Inácia a escolhida para hastear a bandeira. A alegria das duas estava estampada em sorrisos e muita esperança de mudança. “Aqui falta muito respeito. São meninos bons, mas precisam aprender o que significa respeitar o próximo. Os professores estavam com muita dificuldade com isto, principalmente porque muito pais não estão presentes”, avalia a dona de casa.

Marcelly se emocionou. “Eu sonhava em estudar no Colégio Militar Tiradentes. Agora, minha escola, pertinho de casa, vai ter gestão compartilhada”, conta a menina que sonha em ser bióloga marinha.

No muro do CE 1 da Estrutural, foi pintado um letreiro grande: Colégio da Polícia Militar do Distrito Federal (CPMDF). Naquela unidade, num primeiro momento, os PMs vão atuar como responsáveis pelas atividades administrativa, disciplinares – controle de entrada e saída, horários, filas – e darão aulas, no contraturno, de musicalização, ética e cidadania. Orientadores, coordenadores e professores permanecerão responsáveis pelo conteúdo pedagógico das classes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.