Comissão aprova audiência pública para debater criação da Praça Marielle Franco

Marielle também será homenageada em sessão solene nesta quinta-feira (14)

A Comissão de Defesa dos Direitos Humanos, Cidadania, Ética e Decoro Parlamentar aprovou, na manhã desta terça-feira (12), a realização de audiência pública para debater a proposta (PL nº 167/2019) de denominar o espaço que fica em frente à estação do metrô Galeria dos Estados de "Praça Marielle Franco". A audiência acontece no próximo dia 1º às 10h na sala das comissões. Em 14 de março do ano passado, a vereadora Marielle Franco (PSOL/RJ) foi assassinada a tiros no Estácio, região central do Rio de Janeiro.

Segundo o autor da proposta, deputado Fábio Felix (PSOL), o "brutal" assassinato de Marielle levou milhares de pessoas às ruas para "chorar por sua morte e reivindicar justiça". Ele acrescentou que a vereadora era reconhecida internacionalmente pela "trajetória irretocável em defesa dos direitos humanos e cidadania", ao citar que, de acordo com o relatório da Global Witness de 2018, a América Latina é a região que registra mais assassinatos de defensores de direitos humanos no mundo. A maior parte das vítimas está entre defensores do meio ambiente e do direito à terra, ativistas dos direitos das mulheres, negros e grupos LGBT ou aqueles envolvidos no combate à exploração sexual. Por essas circunstâncias, é preciso "manter viva a memória e o legado de luta deixado por Marielle", defendeu Felix.

Exploração sexual – Os deputados Leandro Grass (Rede), Joao Cardoso (Avante) e Fábio Felix, que participaram da reunião de hoje (12), aprovaram também a realização de outras duas audiências públicas. A primeira irá debater, em 17 de abril, o direito à cidade, e a segunda, em 17 de maio, o "Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes".

Franci Moraes
Fotos: Rinaldo Morelli/CLDF
Comunicação Social – Câmara Legislativa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.