Mulheres vítimas de violência doméstica são prioridade nas farmácias públicas do DF

Elas têm preferência na fila para receber medicamentos. Lei foi publicada no Diário Oficial do DF e já está valendo.

Por G1 DF

Mulheres vítimas de violência doméstica são prioridade nas farmácias públicas do DF — Foto: Reprodução/ TV gazeta

Mulheres vítimas de violência doméstica no Distrito Federal passaram a ter prioridade para receber medicamentos das farmácias públicas. A lei que garante a preferência na fila de espera foi publicada no Diário Oficial do DF de terça-feira (7) e já está valendo.

No projeto de lei que deu origem à norma, o deputado distrital Reginaldo Sardinha (Avante) argumenta a necessidade de "uma reversão completa" do quadro de violência sofrido pelas mulheres, "reestabelecendo a saúde física e psicológica das ofendidas".

"Estimular a inclusão da vítima na sociedade e garantir o acesso célere aos medicamentos ressaltam o dever de assistência da administração pública, que não pode ficar alheia à questão", afirma o distrital na justificativa do projeto.

Por enquanto, não há um protocolo de atendimento nestes casos. A Secretaria de Saúde informou ao G1 que "está estudando a lei e as formas de regulamentar sua aplicação". A reportagem tentava contato com o deputado para esclarecer os detalhes da proposta até a última atualização.

Imagens de mostra sobre violência contra mulher no Tribunal de Justiça do Distrito Federal — Foto: Tribunal de Justiça/Divulgação

Há pouco menos de duas semanas, outras três lei que beneficiam as mulheres vítimas de violência começaram a valer no Distrito Federal. As normas prevem:

Assistência psicológica às servidoras públicas vítimas de assédio no ambiente de trabalho
Criação de um sistema integrado com informações sobre violência contra a mulher
Prioridade para mulheres vítimas de violência na realização de exame toxicológico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.