Secretaria de Mulher firma parcerias para enfrentar o desemprego feminino

Na próxima semana, dois acordos para capacitação serão assinados com objetivo de empoderar as brasilienses e até o fim de junho, a pasta deve inaugurar Espaço Empreende Mais Mulher.
* Agência Brasília

A Secretaria da Mulher planeja inaugurar, até o fim de junho, o espaço Empreende Mais Mulher na Agência do Trabalhador de Taguatinga. A intenção é que o local acolha iniciativas de capacitação para empoderar e estimular ao empreendedorismo o público feminino. De olho nisso, na segunda-feira (3), a pasta firmará duas parcerias ligadas à Rede Sou Mais Mulher para promoção de ações e cursos no Distrito Federal. 
É uma porta que estamos abrindo como oportunidade para ela conhecer outro horizonte e ter as ferramentas ideais, já testadas e comprovadas, para que possa empreender, descobrir um novo negócioEricka Filippelli, secretária da Mulher

“Sabemos a importância da autonomia econômica. Muitas vezes, as mulheres não conseguem sair de um relacionamento por não poderem se sustentar”, ressalta a secretária Ericka Filippelli. “É uma porta que estamos abrindo como oportunidade para ela conhecer outro horizonte e ter as ferramentas ideais, já testadas e comprovadas, para que possa empreender, descobrir um novo negócio.”

O espaço-conceito da Secretaria será aberto em parceria com a Secretaria do Trabalho, com planos de ampliar às demais regiões administrativas. Ali, serão ministradas oficinas de formação empreendedora, além de manter as portas abertas para outras oportunidades a partir da estratégia de captar parcerias com empresas públicas e privadas.

Na segunda-feira (3), duas pactuações serão formalizadas. Em São Paulo, a subsecretária de Políticas Públicas para as Mulheres, Mariana Meirelles, vai assinar o termo de cooperação entre a secretaria, Avon e Instituto Avon, em São Paulo. A iniciativa partiu do empreendimento, que agora se encaixa na Rede Sou + Mulher.

“A ideia que sejam realizadas ações em promoção da mulher, como fornecimento de pesquisas e materiais informativos, além de capacitação e sensibilização de homens. Além de ser uma das maiores empresas do Brasil, o Instituto Avon já tem expertise em situações voltadas para o enfrentamento à violência”, explica a secretária. 

No mesmo dia, será firmada a pactuação com a Rede Mulheres Empreendedoras do Brasil, que tem mais de 500 mil empresas filiadas e trará, ao Espaço Empreendimento Mulher, um curso financiado pelo Google chamado “Ela Pode”. “Será aberto para mulheres em geral que queiram empreender. É um curso de liderança voltado para o empreendedorismo”, explica Filippelli. O grupo que responsável pela capacitação está definido, com presença da Adriana Rodrigues, responsável governamental participante da rede nacional.

As duas ações foram tratadas nesta quinta-feira (30) em reunião realizada com o governador Ibaneis Rocha no Palácio do Buriti. “O DF vive uma das piores taxas de desemprego e o governador Ibaneis tem dado essa ordem para todos os secretários trabalharem na geração de emprego. Essa é a resposta da Secretaria da Mulher”, destacou Ericka Filippelli.
Ações focadas no público feminino

A rede Rede Sou Mais Mulher foi instituída por decreto pelo governador no dia 08 de março de 2019. O programa tem o objetivo de articular parcerias envolvendo organizações públicas e privadas para fomentar a implementação de ações voltadas para o combate à violência contra as mulheres, bem como à promoção da igualdade entre mulheres e homens, ao empreendedorismo feminino e à autonomia econômica feminina.

O Banco Regional de Brasília (BRB) é parceiro do projeto. Neste mês, foi firmada uma pactuação, com possibilidade de implantação de uma agência no Espaço Empreende Mais Mulher, a promoção de um programa de Educação Financeira para as mulheres ou até mesmo estabelecer um Centro de Liderança Feminina para atender as funcionárias do banco, com mentoria e qualificação profissional.

Podem fazer parte da rede os órgãos e entidades públicas distritais dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, além de empresas públicas, organismos internacionais ou da sociedade civil e entidades empresariais.

* Com informações da Secretaria da Mulher

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.