A nova unidade de atendimento fica no piso superior do Shopping Popular de Ceilândia | Foto: Divulgação/Seape

Unidade da QNN 11 faz cadastramento digital para visitas aos presídios. Postos do Riacho Fundo e Rodoviária do Plano Piloto também prestam o serviço.

O posto do Na Hora de Ceilândia ganhou uma unidade de atendimento da Secretaria de Administração Prisional do DF (Seape). Localizado no piso superior do Shopping Popular de Ceilândia (QNN 11, Área Especial Ceilândia Sul), o posto fará o cadastramento digital dos visitantes no sistema penitenciário e o atendimento dos advogados. O serviço é referência no país.

Atualmente, para visitar um interno no sistema penitenciário do DF, os familiares ou amigos do detento precisam fazer o pré-cadastro on-line na Central de Agendamentos Seap/Na hora. O processo somente é finalizado com o comparecimento do interessado a uma das unidades do Na Hora – na Rodoviária do Plano Piloto ou no Shopping Mall do Riacho Fundo.

Os advogados também utilizam o serviço. Eles podem validar o acesso pelo sistema Agenda OAB e também fazer o cadastro dos visitantes de seus clientes. Antes do atendimento presencial, é obrigatório o agendamento on-line.

O secretário de Administração Penitenciária do DF, Agnaldo Curado, explica que a criação dos postos avançados da Seape nas unidades do Na Hora contribui para a melhoria na entrega do serviço. “Antes da informatização dos atendimentos, os visitantes precisavam enfrentar longas filas, muitas vezes embaixo de chuva, para conseguir agendar uma visita no sistema prisional”, lembra. “Atualmente, por meio de sistema próprio – desenvolvido por nossa equipe de TI –, o atendimento aos familiares e advogados dos reeducandos é realizado de forma prática e humanizada”.
“Antes da informatização dos atendimentos, os visitantes precisavam enfrentar longas filas, muitas vezes embaixo de chuva, para conseguir agendar uma visita no sistema prisional”Agnaldo Curado, secretário de Administração Penitenciária

Expansão das unidades

A princípio, a unidade do Seape em Ceilândia vai funcionar com uma equipe de quatro policiais encarregados do atendimento. Segundo o gerente das unidades do Seape no DF, André Almeida de Araújo, o efetivo deverá dobrar, de acordo com a demanda. “Prevemos um aumento de 30% no atendimento com relação às demais unidades”, informa.

A expansão de unidades de atendimento do Seape para Ceilândia era uma reivindicação da administração local. “Somando-se a população de Ceilândia e Sol Nascente, são quase 800 mil pessoas, e ainda temos as demandas da população das cidades vizinhas, como Samambaia e Brazlândia, que também utilizam o posto”, conta o administrador de Ceilândia, Marcelo Piauí.

O gestor enfatiza a importância da iniciativa do Governo do Distrito Federal (GDF): “A instalação de um posto em Ceilândia vai ajudar a facilitar a vida das famílias dos presos, em um momento delicado, de muita dor e sofrimento”, analisa o gestor. “É um benefício que humaniza a prestação desse serviço para uma população tão carente”.

O subsecretário do Na Hora, Tiago Santana, reforça a importância da ação que permite receber dentro do sistema prisional, de forma organizada e segura, familiares ou amigos dos detentos. “Essa é uma importante política pública que facilita o acesso das famílias aos internos e, com isso, diminui a influência do crime organizado sobre eles”, avalia.

Atendimentos

De 2019 até este mês, o posto da Seape/Na Hora da Rodoviária do Plano Piloto atendeu mais de 62 mil visitantes e 2.905 advogados. Já a unidade localizada no Riacho Fundo realizou, de 2018 até agora, mais de 95 mil atendimentos a visitantes, e atendeu um total de 1.859 advogados.
Mais de 62 mil visitantes foram atendidos no posto da Seape da Rodoviária, desde 2019

Em 2020, mesmo durante a pandemia de Covid-19, foram realizados mais de 49 mil atendimentos a visitantes nos demais postos da Seape. A média de agendamentos diários é de 128 no Plano Piloto e 160 no Riacho Fundo.

* Com informações da Seape