Centros olímpicos do DF vão adotar programa da Fifa sobre prevenção de lesões

Depois de participarem de workshop nesta sexta (31), professores farão curso profissionalizante na segunda-feira (3). Ideia é repassar o aprendizado aos alunos ao longo deste ano.

O programa Fifa 11+ — conjunto de atividades físicas para prevenir lesões de atletas — será replicado para 650 alunos dos centros olímpicos e paralímpicos de Brasília que praticam as modalidades futebol e futsal.Curso busca capacitar professores de centros olímpicos para prevenirem lesões de atletas. Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Os 50 professores responsáveis por repassar o conhecimento participaram nesta sexta-feira (31), durante todo o dia, do workshop CBF Social + Saúde, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. O evento foi promovido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), pela Secretaria do Esporte, Turismo e Lazer, pela Federação de Futebol do DF e pelo Hospital Home.

Como complemento, o grupo de professores vai ser capacitado também por meio de um curso profissionalizante na segunda-feira (3) no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha. A ideia é que o programa Fifa 11+ seja implementado no DF de abril a dezembro de 2017.
"Quanto mais cedo a criança criar essa consciência corporal, melhor será a produtividade e o desenvolvimento dela"Leila Barros, secretária do Esporte, Turismo e Lazer

A secretária do Esporte, Leila Barros, esteve na abertura do workshop de hoje. “Por ser atleta, sempre fui entusiasta da medicina preventiva e sei que beneficiará vários jovens. Quanto mais cedo a criança criar essa consciência corporal, melhor será a produtividade e o desenvolvimento dela”, disse a ex-jogadora da Seleção Brasileira de Vôlei.

Para Caio Fernando da Silva, médico suplente da Associação Atlética de Luziânia e do Hospital de Base do DF, o melhor atleta é aquele que não se machuca, e projetos que ensinam a evitar acidentes desde cedo devem sempre ser bem-vistos. “Muitas carreiras acabam por falta de orientações desse tipo. É preciso saber a maneira certa de alongar, de se aquecer e como retornar após um trauma.”
Palestras no workshop CBF Social + Saúde

Além de apresentar a inserção do programa Fifa 11+ nos centros olímpicos do DF, o workshop CBF Social + Saúde teve palestras sobre tráfico de crianças e adolescentes no futebol — promovida pela Organização da Nações Unidas (ONU) —, sobre os diretos da criança e do adolescente e sobre prevenção de lesões em árbitros, entre outras.

O presidente da Comissão Nacional de Médicos do Futebol da CBF, Jorge Pagura, ficou responsável por mostrar e explicar as principais lesões que ocorrem no esporte.

Segundo Pagura, as lesões no futebol têm se tornado cada vez mais expressivas e violentas, e, poucas vezes, é dada a atenção necessária quando um jogador sofre algum tipo de trauma. “O futebol é o esporte profissional mais amador que eu conheço, onde a paixão vem sempre acima da razão. “
Festival de Futebol no DF

Outra programação paralela ao Workshop CBF + Saúde será o Festival de Futebol, no domingo (2 de abril), a partir das 10 horas, para as crianças dos projetos sociais do Distrito Federal e do Entorno. O evento ocorrerá no centro de treinamento do Brasiliense (Setor de Clubes Sul, ao lado do Clube do Exército).

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.