Modelo de Brasília é sequestrada e agredida ao chegar à Tailândia

Jovem desembarcou nesta terça e foi rendida em táxi em Bangkok, diz família; ela foi encontrada em um hospital de outra província, a 2 horas da capital. Itamaraty diz acompanhar o caso.

Por Letícia Carvalho, G1 DF

Sede do Ministério de Relações Exteriores em Brasília, no Distrito Federal (Foto: Marcelo Brandt/G1)

Uma modelo brasiliense de 22 anos, que estava a trabalho em Bangkok – na Tailândia –, foi hospitalizada na província de Suphan Buri após passar por momentos de desespero nesta terça-feira (25). A jovem foi sequestrada, agredida e roubada depois de pegar um táxi no aeroporto da capital.

Em nota, a Embaixada do Brasil na Tailândia informou que está em contato com a família da moça e vem prestando assistência consular desde o momento em que foi acionada. “Em respeito à privacidade da brasileira assistida e nos termos do artigo 55 do Decreto 7.724, o Itamaraty não está autorizado a fornecer maiores informações pessoais sobre o caso.”

A família da modelo recebeu a reportagem do G1, mas pediu para que os nomes não fossem divulgados. Em entrevista, a mãe contou que, por volta das 3h desta terça, recebeu uma mensagem da jovem dizendo que tinha chegado a Tailândia. A modelo disse que pegaria um táxi para ir à locação de um trabalho fotográfico.

Depois disso, os pais ficaram sem contato com a modelo por quase sete horas. Eles, então, receberam a ligação do namorado da jovem, às 10h, contando o que havia acontecido. Segundo o rapaz, ela foi encontrada com muitos hematomas em um hospital da província de Suphan Buri.

“Ficamos sabendo que a nossa filha estava muito machucada. Apesar de tudo o que aconteceu, ficamos ‘felizes’ por descobrir que ela está viva. Mas estamos muito abalados e esperamos que o consulado e as autoridades nos deem o suporte necessário.”

A mãe da jovem deve embarcar para o país asiático nesta quarta (26). O namorado da modelo, que estava na Malásia com ela há poucos dias, também seguiu para o país ao saber do ocorrido.

“Recebemos muitas informações picadas. Falei com ela por telefone, mas vamos entender o que aconteceu quando eu chegar lá. O abraço de mãe vai representar todos que estão aqui mandando força e orando por ela”, disse a mãe.

A família disse ao G1 que está em contato com o Itamaraty, e acrescentou que recebeu suporte da agência de modelos que representa a jovem. Em nota, a empresa confirmou que a modelo está hospitalizada na Tailândia, mas não corre risco de vida.

A brasiliense já tinha morado no país asiático e, por causa do trabalho, costumava passar temporadas em outros locais, como Itália, Turquia e Malásia.

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo