Brasília lidera prejuízos com quadrilhas envolvidas em desvios de verbas públicas

FOTO: DIVULGAÇÃO

Centro do poder nacional, o Distrito Federal é a unidade da Federação que concentra 57,2% – R$ 70,9 bilhões – dos prejuízos apurados pela Polícia Federal em 2.056 operações que investigaram organizações criminosas de 2013 a 2017.

Parte desse protagonismo do Distrito Federal se explica pelo fato de que entre os inquéritos de 82 operações feitas pela Superintendência Regional da PF na capital federal estão grandes casos como Greenfield (prejuízo de 53,8 bilhões), Acrônimo (R$ 5,8 bilhões), Zelotes (R$ 5,4 bilhões) e Janus (R$ 4,3 bilhões).

As operações apuram desvios de verbas públicas, crimes financeiros de órgãos públicos e delitos tributários ligados à corrupção de agentes públicos. O país perdeu, em quatro anos, R$ 123 bilhões em razão da atuação das organizações criminosas.

Os investigados da Lava Jato no DF, por exemplo, não se restringem só a figuras nacionais, chegando também a importantes personagens da política local. Há três semanas, dois ex-governadores [Agnelo Queiroz (PT) e José Roberto Arruda (PR)] e um ex-vice-governador do Distrito Federal [Tadeu Filippelli (PMDB)] foram presos no âmbito da Operação Panatenaico, desdobramento da Lava Jato.

AB

© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo