PSB inicia congressos e se fortalece através de líderes populares dentro do MPS sob a liderança de Acilino Ribeiro

Com os congressos zonais no DF marcados para os dias 12 e 13 de agosto próximo e o distrital para o dia 16 de setembro vindouro o PSB do DF iniciou esta semana a realização dos congressos dos Segmentos Sociais, que atuam e desenvolvem as políticas do PSB no Movimentos sindical, de juventude, mulheres, negritude, LGBT e o maior deles, que praticamente hegemoniza e é uma espécie de vanguarda do Partido Socialista Brasileiro, o MPS – Movimento Popular Socialista, liderado no Distrito Federal pelo advogado Acilino Ribeiro. Um ex-guerrilheiro e antigo militante da esquerda revolucionária brasileira, hoje subsecretário de Movimentos Sociais e Participação Popular do governo Rollemberg, e é considerado um ícone da esquerda e os setores progressistas tanto do PSB como de outros partidos.

Os demais segmentos ainda não conseguiram marcar seus congressos zonais pois aguardam a realização dos congressos do PSB para realizarem de forma conjunta e assim se aproximarem mais das zonais, enquanto o MPS saiu a frente e já realizou somente neste final de semana, dias 22 e 23, sábado e domingo, sete (07) congressos zonais, nas cidades de Sobradinho; Planaltina; Paranoá\Lago Norte; Samambaia; São Sebastiao, Recanto das Emas e Gama\Santa Maria, onde foram eleitas as Coordenações e os respectivos secretários zonais, com assento nas Executivas do PSB local. Além de terem sido eleitos os delegados junto ao congresso distrital. Todos extremamente comprometidos com as teses políticas apresentadas por Acilino Ribeiro, que tem incentivado e defendido posições mais a esquerda e renovadoras dentro do partido. Ele tem comparecido pessoalmente a todos os congressos. 

Algumas já aprovadas e que revolucionam o PSB é a paridade de gênero com a divisão meio a meio na ocupação de cargos de direção entre homens e mulheres, apesar da lei garantir apenas trinta por cento. Outra tese aprovada é a de carência partidária, em que será exigido um tempo de carência ao novo filiado que só poderá ocupar cargo de direção após ter feito cursos de formação política e de integração partidária. E uma outra é a proibição de mais de uma reeleição aos cargos de direção dos segmentos sociais, para que aconteça uma renovação e simultaneamente uma oxigenação política dentro do partido. Dentre diversas outras teses apresentadas pela própria militância. 

Também foram eleitos os delegados junto ao Congresso Distrital do MPS\PSB que por sua vez elegerão a Coordenação Executiva para o DF e os delegados junto ao Congresso Nacional do MPS que se realizará em outubro próximo. Cada zonal elegeu conforme o número de participantes, sendo no mínimo três delegados por zonal eleitoral. 

O MPS, considerado o maior de todos os segmentos do partido e também a principal base de apoio social do governo Rodrigo Rollemberg atua e coordena as ações do PSB junto aos movimentos sociais, comunitário, ambiental, cultural, esportivo, de idosos, defesa do consumidor, dentre diversos outros setores sociais e subsegmentos, e tem no subsecretário Acilino Ribeiro seu principal expoente, considerado uma espécie de ideólogo do segmento. No entanto conta também com diversas outras lideranças sociais de sem terras, sem tetos, lideranças e dirigentes de vários movimentos sociais nas áreas acima citadas. E dentro do governo ocupa diversos espaços também através de dirigentes como o novo secretário de Ciência e Tecnologia, Tiago Coelho, do ex-presidente da Terracap, Alexandre Navarro, e vários outros quadros políticos e lideranças populares. 

Os congressos zonais que faltam realizar acontecerão todos nos próximos finais de semana e contarão com a presença pessoal do Coordenador Distrital do MPS, Acilino Ribeiro e vários outros dirigentes. E na oportunidade da realização dos congressos serão debatidas as teses apresentadas pelos militantes e que serão deliberadas no congresso distrital para serem levadas ao congresso nacional. 

O MPS tem no Distrito Federal mais de quinhentos (500) militantes dentre os mais de dois mil filiados do PSB no DF e busca construir uma alternativa pela esquerda junto e dentro dos movimentos populares na capital Federal. É também o segmento mais assediado pelos candidatos as eleições de 2018, pois dispõe dos principais líderes populares e um grande poder de mobilização por ter a militância mais aguerrida e formada dentro do PSB, através de cursos de Formação Política coordenados pelo próprio Acilino Ribeiro, que em suas pregações enfatiza bem a necessidade do trabalho de base e da formação de Quadros para a luta de massa desenvolvida pela militância do PSB. 

Por Paula Grugher e Gisele Belle

Congresso Zonais realizados em:
SOBRADINHO DF
PLANALTINA DF,
PARANOÁ \ LAGO NORTE DF 
SAMAMBAIA DF
SÃO SEBASTIÃO DF  
RECANTO DAS EMAS DF
GAMA e SANTA MARIA DF 





























© Espaço Mulher DF - 2013 - Todos os direitos reservados.
imagem-logo